Maior ídolo da história do Cruzeiro: CEO dá resposta polêmica e web reage

A entrevista de Gabriel Lima, CEO do Cruzeiro, ao programa CNN Esportes S/A, do canal de TV fechada CNN Brasil, que foi exibido na noite desse domingo (24), tem dado o que falar. Além de afirmar que existe a possibilidade do clube celeste mandar jogos na Arena MRV, estádio do rival Atlético-MG, o que irritou cruzeirenses e atleticanos, uma outra resposta polêmica do executivo repercutiu na internet.

Perguntado pelo entrevistador sobre qual seria, em sua visão, o maior jogador da história do Cruzeiro, Gabriel Lima respondeu, sem titubear, Ronaldo, atual dono da SAF celeste e chefe de Gabriel. Apesar da resposta soar corporativista, diversos cruzeirenses foram às redes sociais para questionar o que foi dito.

Isso acontece porque apesar de sua história no futebol, com grande carreira na Europa e dois títulos de Copa do Mundo pela Seleção Brasileira no currículo — um deles como protagonista —, Ronaldo jamais foi sequer cogitado entre os cruzeirenses nessa posição. Nomes como o dos lendários Tostão e Dirceu Lopes, Piazza e Zé Carlos, Joãozinho e Marcelo Ramos, e mais recentemente o goleiro Fábio, entre outros, sempre foram apontados à frente do camisa 9.

A passagem de Ronaldo no Cruzeiro como jogador foi meteórica, cheia de gols, mas durou pouco. Revelado para o mundo do futebol na Raposa, o Fenômeno deixou o clube ainda jovem, rumo ao PSG da Holanda, tendo conquistado a Copa de Brasil de 1993 e o Campeonato Mineiro de 1994 pelo time celeste, levando em conta que no primeiro título citado o jogador ainda não tinha papel importante no clube.

Ronaldo após deixar o Cruzeiro

Após deixar o Cruzeiro, Ronaldo jamais manteve laços fortes com o clube celeste. Pelo contrário, o ex-camisa 9 chegou a fazer uma declaração que irritou os cruzeirenses, ao afirmar, em certa ocasião, que era magro na época do clube por “passar fome”. O craque deixou claro que era torcedor do Flamengo e que sonhava em voltar ao para atuar no clube do coração.

Quando voltou, Ronaldo chegou a indicar que defenderia o Flamengo, mas acabou indo parar no Corinthians, onde adquiriu forte relação com o clube, que perdura até os dias atuais.

A história de Ronaldo e Cruzeiro voltou a se unir em 2021, quando foi anunciado que o agora empresário iria comprar a SAF celeste. Após o lendário ex-atacante assumir o clube, a Raposa voltou para a Série A do Brasileirão — já eram três temporadas seguidas na Série B — e se reestruturou. Essa atuação aumentou em muito o status do Fenômeno com a torcida azul e uma idolatria, de fato, nasceu.

Ainda assim, pouco para colocá-lo no patamar mais alto de ídolos celestes, principalmente que, para isso, outros nomes lendários foram ignorados pelo agora CEO da equipe, que preferiu fazer um afago ao chefe do que, de fato, valorizar a história do Cruzeiro. Veja o que disseram alguns cruzeirenses sobre a declaração de Gabriel Lima:

Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa nasceu em Ipatinga, mas se radicou na Região dos Inconfidentes mineiros. Formado em Jornalismo na UFOP, em 2019, passou por Estado de Minas, Esporte News Mundo e Mais Minas. Atualmente, escreve para o Futebol na Veia e para a Trivela. Acredita que futebol é sonhar.