São Paulo homenageia torcedor morto em festa do título no Majestoso

O São Paulo entrou em campo para o Majestoso deste sábado (30), às 18h30 (horário de Brasília), no Morumbi, pela 25ª rodada do Brasileirão, com uma homenagem a Rafael Garcia. O torcedor foi morto nas cercanias do estádio no último domingo (24), durante a festa do título da Copa do Brasil.

Os jogadores do São Paulo enfrentam o Corinthians com uma faixa de luto no braço, em homenagem ao torcedor. Rafael também já havia sido homenageado pelo clube do coração na última quarta-feira (27), com o minuto de silêncio antes da vitória por 2 a 1 sobre o Coritiba, pelo Brasileirão, também no Morumbi.

– O São Paulo jogará neste sábado com uma faixa de luto em homenagem ao torcedor Rafael Garcia, que faleceu após a conquista do título da Copa do Brasil – escreveu o clube no Twitter.

<blockquote class="twitter-tweet"><p lang="pt" dir="ltr">O São Paulo jogará neste sábado com uma faixa de luto em homenagem ao torcedor Rafael Garcia, que faleceu após a conquista do título da Copa do Brasil. <a href="https://t.co/PBlTonqP92">pic.twitter.com/PBlTonqP92</a></p>— São Paulo FC (@SaoPauloFC) <a href="https://twitter.com/SaoPauloFC/status/1708230861064155622?ref_src=twsrc%5Etfw">September 30, 2023</a></blockquote> <script async src="https://platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script>

O presidente Julio Casares também já havia prestado suas condolências pela morte do torcedor durante a semana. O mandatário fez uma publicação em sua conta pessoal no Instagram em que se solidarizou com a família da vítima e garantiu que o clube contribui com a Polícia Civil nas investigações do caso. Antes do post do dirigente, torcedores são-paulinos cobraram uma posição do clube nas redes sociais.

– Nossos sinceros sentimentos aos familiares e a todos os são-paulinos comovidos por esse triste episódio. O clube vem contribuindo para a investigação. Vamos seguir o nosso trabalho pela segurança e o conforto de vocês no Morumbi – escreveu Casares.

A morte de Rafael

Antes, durante e depois do jogo ocorreram confrontos entre a Polícia Militar e torcedores do São Paulo nos arredores do Morumbi – que estava interditado apenas para fãs com ingresso para a final. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), são-paulinos tentaram invadir um local restrito e, quando foram impedidos pela polícia, começaram a atirar objetos nos PMs, ferindo oito membros da corporação.

Ainda segundo a SSP, os policiais no local responderam ao tumulto com itens não letais, como jatos d'água e bombas de efeito moral. Assim que os torcedores se dispersaram, Rafael Garcia foi encontrado caído, com um ferimento de arma de fogo na cabeça. Os agentes socorreram o são-paulino, mas ele não resistiu. A Polícia Civil investiga o caso.

Rafael tinha deficiência auditiva e era integrante da ala “Surdos e Mudos tricolores” da torcida Independente, a principal organizada do clube. O corpo do são-paulino foi velado na última terça-feira (26) em Itapevi, região metropolitana de São Paulo.

 

Eduardo Deconto

Eduardo Deconto