Valor de Vitor Roque causa ‘desconforto’ para Duilio no Corinthians

O presidente do Corinthians, Duilio Monteiro Alves, vive momento instável no comando do clube. A temporada de 2023 escancarou diversos problemas na direção, principalmente pela troca de técnicos: de janeiro a abril, Fernando Lázaro era o treinador, depois substituído por Cuca, que ficou no cargo seis dias, e o atual comandante Vanderlei Luxemburgo.

Ainda nesse ano, as dívidas pesaram, com o ex-jogador do Timão, Mauro Boselli, cobrando R$ 7 milhões, podendo causar banimento nas contratações do clube. As cobranças da principal torcida organizada, a Gaviões da Fiel, começaram a chegar também, com protestos antes, durante e depois das partidas na Neo Química Arena.

Agora, até a venda do atacante do Athletico-PR, Vitor Roque, ao Barcelona, da Espanha, virou mais um motivo para questionar a gestão de Duilio.

Corintianos comparam venda de Roque a de Pedro criticam presidente

Vitor Roque foi negociado pela gestão do presidente Mario Celso Petraglia por 74 milhões de euros (cerca de R$ 394 milhões), incluindo possíveis bônus e impostos, ao clube catalão. Esse valor total é considerado o segundo maior da história do futebol brasileiro, atrás apenas de Neymar, ex-Santos, negociado também ao Barça por 88 milhões de euros.

Torcedores do Corinthians compararam os valores de Roque ao de Pedro, considerado uma das maiores promessas do Timão nos últimos anos, vendido ao Zenit, da Rússia, por 9 milhões de euros (R$ 50 milhões na cotação atual), valor oito vezes menor do que o craque do Athletico.

Vale destacar que, enquanto Vitor soma 83 jogos como profissional entre Cruzeiro, Furacão e Seleção Brasileira, o jovem corintiano de 17 anos jogou apenas 11 vezes.

A distância dos valores incomodou a torcida do Corinthians, que cobrou nas redes sociais a presidência e sobrou até para a Gaviões da Fiel, que durante jogo do Brasileirão no último mês, contra o Athletico, levantou uma faixa chamando Petraglia de “ditador” por conta de preços altos nos ingressos para torcida visitante.

Veja algumas reações dos torcedores corintianos nas redes sociais.

“Olha a venda (do Vitor Roque) que o ‘ditador' do Petraglia fez Gaviões da Fiel. Deve ser muito ruim ter um ditador desses no clube. Bom é ter Duilio e Andrés Sanchez.”

“Cadê os protestos contra o Petraglia? […] É inviável comparar com Duílio e sua turma. Aula de gestão.”

“E a Gaviões protestando contra o Petraglia. Ficou patética parte dessa torcida organizada. Mas para o Duílio montou 3 faixas, ninguém está na hora que é colocada, só pra falar que tem, mas no fundo não querem porque, senão, perdem os ingressos grátis.”

“E a Gaviões preocupada em atacar o Petraglia, ao invés de cobrar o Duilio! 74 milhões de euros (do Vitor Roque) contra 9 milhões do Pedro!”

Petraglia: transformou o Athletico num time que compete contra todos. Duilio: transformou o Corinthians num coadjuvante, que vive tomando tapa na cara de empresários, adversário, todos. Não interessa o que o Petraglia é ou deixa de ser, interessa que ele é ‘responsa'.”

Carlos Vinícius Amorim

Carlos Vinícius Amorim

Carlos Vinicius é nascido e criado em São Paulo e jornalista formado pela Universidade Paulista (UNIP). Na comunicação, escreveu sobre futebol nacional e internacional no Yahoo e na Premier League Brasil, além de esports no The Clutch. Como assessor de imprensa, atuou no setor público e privado.