Despesas com treinadores assustam torcida do Flamengo: “dinheiro jogado fora”

Somatória de valores pagos pelo Rubro Negro com multas rescisórias desde 2020 é de R$46,5 milhões de reais

O Flamengo é um dos times com maior potencial de investimento no Brasil. A vasta qualidade individual do elenco, e o valor gasto em contratações reforçam esta tese. Além do gasto com jogadores, a despesa com multas rescisórias de treinadores também foi assunto nas redes sociais nesta sexta-feira (29).

Com o anúncio da demissão de Jorge Sampaoli, o Flamengo teve de desembolsar nada mais nada menos do que R$9,5 milhões para rescindir seu vínculo com o treinador argentino, contratado em abril deste ano para substituir Vítor Pereira.

Desde 2020, quando demitiu o espanhol Domenec Torrent e pagou R$11,4 milhões, o Flamengo já teve outros quatro treinadores, além de Sampaoli, e o valor total gasto com a quebra de contrato com os profissionais é de R$46,5 milhões de reais.

O valor assusta, principalmente por conta das escolhas feitas pela diretoria do Flamengo após a saída de Jorge Jesus, que trocou o Rubro Negro pelo Benfica na virada de 2019 para 2020. De lá para cá, o time carioca foi treinado por Rogério Ceni, Paulo Sousa, Dorival Júnior (que cumpriu o período integral de seu contrato), e Jorge Sampaoli.

Internautas ironizam gestão do Flamengo

O alto valor gasto somente para pagamento de multa rescisória de treinadores gerou muitas críticas nas redes sociais. Para boa parte dos internautas, o vice-presidente do clube, Marcos Braz é um dos principais responsáveis por este momento confuso e turbulento vivido pelo Rubro Negro em 2023.

De campeão da Libertadores e Copa do Brasil em 2022, para um time sem perspectiva em 2023, todo o problema de gestão enfrentado pelo time carioca neste ano é fruto de escolhas questionáveis e decisões equivocadas por parte dos mandatários flamenguistas.

A quantia de quase 50 milhões de reais despendida para o pagamento de multas poderia ser facilmente utilizada na montagem de um elenco forte, e competitivo, fazendo o time voltar a vencer e disputar títulos, assim como foi na temporada passada, mas principalmente em 2019, quando venceu praticamente tudo o que disputou sob o comando de Jorge Jesus.

Na opinião dos torcedores do Flamengo, a atual gestão é ruim, e pode fazer o clube entrar em uma crise sem precedentes se continuar errando dessa forma. Neste momento, o Rubro Negro é o 7º colocado no Campeonato Brasileiro, e estaria fora da zona de classificação para a próxima Libertadores, o que seria um impacto enorme para o clube, tendo em vista a receita gerada com a participação do time na competição.

Efeito Jorge Jesus ajudou a criar crise no Flamengo?

Os flamenguistas vivenciaram um momento mágico entre 2019 e 2020. Campeão do Campeonato Carioca, da Supercopa do Brasil, do Brasileirão, da Recopa Sul-Americana e da Liberadores sob o comando de Jorge Jesus, este foi um dos períodos mais vitoriosos da história do time Rubro Negro, e lembrou a década de 1980, quando liderados por Zico, Adílio, Nunes, entre outros, também dominou o cenário nacional e internacional.

A carência de grandes conquistas até 2019 fez o Flamengo acreditar que poderia se manter em alto nível mesmo com a saída de alguns pilares importantes nas conquistas recentes do time. Porém, as escolhas equivocadas por parte da diretoria fizeram o clube voltar ao ostracismo.

Domenec Torrent e Paulo Sousa foram figuras decorativas no Flamengo, e praticamente estragaram o trabalho feito por Jesus, no meio do caminho, Rogério Ceni assumiu e é considerado um dos melhores treinadores que passaram pelo clube em meio a este turbilhão de mudanças.

No fim das contas, resta ao Flamengo esquecer o que viveu em 2019, e olhar para frente, investindo corretamente o recurso que possui, para voltar a ser competitivo e conquistar títulos. Com a saída de Sampaoli, Tite é a bola da vez no clube, que espera pela definição do treinador para planejar o futuro, que ainda pode ser positivo ao time caso consiga se classificar para a Libertadores em 2024.

Lucas de Souza

Lucas de Souza

Repórter na equipe do Futebol na Veia e redator na Trivela, Lucas Souza é narrador do canal Futebol Interior e da Federação Paulista de Futebol.