Torcida do Flamengo cobra vitória do Boca Juniors em cima do Fluminense por ‘favor’ antigo; Entenda

Vitória na final da Libertadores em cima do River Plate, maior rival do Boca, faz rubro-negros cobrarem argentinos pelo título em cima do Fluminense

Após superar o Palmeiras nos pênaltis na última quinta-feira (6), o Boca Juniors enfrentará o Fluminense na final da Copa Libertadores, marcada para 4 de novembro, no Maracanã. Para que os argentinos vençam essa decisão, torcedores do Flamengo, rival do Tricolor das Laranjeiras, cobraram nas redes sociais um “favor” antigo que o clube de Buenos Aires tem com o Rubro-Negro.

O tal favor é nada menos do que a final da Libertadores de 2019, quando o Fla bateu o River Plate, maior rival do Boca, de virada nos últimos minutos com dois gols de Gabriel Barbosa. Esse momento é tão celebrado pela torcida xeneize que virou música cantada por uma torcedora nas redes sociais. “A três minutos do final você pedia por favor e chorava o narrador para que não marque o Gabigol”, em alusão aos gols marcados pelo atacante rubro-negro que deram o bi da América do clube carioca.

Na rede social X (ex-Twitter), os flamenguistas resgataram diferentes memes para essa situação. Como o símbolo do Boca Juniors pintado com as cores rubro-negras e escrito “Flaboca”, uma imagem de Gabigol com a camisa do time xeneize ou os argentinos com a máscara do herói de 2019.

Inclusive, até alguns argentinos entraram na onda de retribuir o favor ao Flamengo. Confira algumas das “cobranças” dos flamenguistas e as brincadeiras da torcida na grande final da Libertadores.

Pelo retrospecto, Fluminense x Boca Juniors tende a ser equilibrado

A grande final da Libertadores será a sétima vez que cariocas e xeneizes se enfrentam na competição. O retrospecto tem um equilíbrio absoluto, com duas vitórias para cada lado e dois empates, além de contar com uma classificação para ambos.

No caso do Flu, a equipe eliminou o gigante argentino na semifinal da edição de 2008, quando chegou a final após empatar na Argentina (2 x 2) e vencer no Maracanã (3 x 1). Naquele ano o Tricolor perderia sua única decisão de Libertadores para a LDU, nos pênaltis.

O Boca avançou em 2012, ano no qual, assim como o Fluminense, foi vice-campeão, dessa vez para o Corinthians. Na ocasião, pelas quartas de final, os argentinos venceram por 1 x 0 em casa e seguraram o 1 x 1 no Rio de Janeiro. Nesta mesma edição da Libertadores as equipes se enfrentaram na fase de grupos, com uma vitória para cada lado: 2 x 1 Flu, em La Bombonera, e 2 x 0 Boca Juniors, no estádio Engenhão (hoje Nilton Santos).

Carlos Vinícius Amorim

Carlos Vinícius Amorim

Carlos Vinicius é nascido e criado em São Paulo e jornalista formado pela Universidade Paulista (UNIP). Na comunicação, escreveu sobre futebol nacional e internacional no Yahoo e na Premier League Brasil, além de esports no The Clutch. Como assessor de imprensa, atuou no setor público e privado.