Paulistão Feminino terá maior premiação da modalidade

Na última terça-feira (28), a FPF publicou detalhes do Paulistão Feminino 2022. Com início em 10 de agosto, o campeonato estadual terá a maior premiação da modalidade no país. A princípio, 12 times disputam a primeira e mais tradicional competição do Brasil. Veja detalhes.

Paulistão terá maior premiação entre as competições femininas

A saber, os 12 clubes participantes recebem R$ 2,6 milhões em cotas e premiação ao longo do campeonato. De fato, esta é a maior premiação da história do futebol feminino no Brasil.

Primeiramente, a equipe campeã receberá R$ 1 milhão. Em seguida, a vice R$ 500 mil. Sendo assim, a premiação tem um aumento de 1757%, em relação à edição 2021. Anteriormente, foram pagos R$ 140 mil ao clubes, R$90 mil ao campeão Corinthians, além de R$ 50 mil ao vice, São Paulo.

Paulistão Feminino: custos e transmissão

Além do aumento da premiação, os clubes não terão nenhum custo de operação e produção do campeonato, como aconteceu nas edições anteriores. Nesse sentido, as receitas obtidas com os direitos de transmissão e parceiros comerciais possibilitam, de forma surpreendente, o custeio de todas as despesas, estimadas em R$ 3,3 milhões.

Enquanto isso, o Paulistão Feminino 2022 contará com distribuição inédita, incluindo transmissões multiplataforma em todas as mídias. Ademais, todos os jogos serão transmitidos ao vivo.

Quem transmite?

Sobretudo, as transmissões ficam por conta do SporTV, YouTube, TNT Sports, Paulistão Play e Eleven. Em breve, a FPF anunciará novos parceiros de transmissão. Aliás, uma das mídias será anunciada nesta quarta-feira (29). Segundo a Federação, as finais terão transmissões de todas as mídias, a fim de oferecer experiências diferentes aos torcedores.

“É muito empolgante ver a evolução do Paulistão Feminino nos últimos anos. É uma competição pioneira e consagrada no calendário, mas em 2022 ela ganha um novo status: rentável aos clubes, desperta a atenção de novos parceiros comerciais e mídias diversas. Certamente, será o maior Paulistão Feminino da história”, diz o presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos.

Paulistão Feminino 2022: como vai funcionar?

Antes de mais nada, Corinthians, São Paulo, Palmeiras, Santos, Ferroviária, RB Bragantino, Portuguesa, São José, Taubaté, São Bernardo, Pinda e Realidade Jovem disputam o título.

Inicialmente, a 1ª fase é disputada em turno único, com 11 rodadas. Na sequência, os quatro times mais bem classificados avanças às semifinais. Inclusive, esta fase começa os jogos de ida e volta. Bem como, terão o VAR (Árbitro de Vídeo).

Última edição

Atualmente, o Corinthians defende o caneco. Por analogia, a final de 2021 bateu recordes: primeiro, registrou o maior público da história de uma partida de futebol feminino no país, com mais de 30 mil pessoas na Neo Química Arena. Segundo, por ter sido líder de audiência na SporTV.

Em suma, o Santos é o maior campeão paulista, com quatro títulos. Em seguida, está as Brabas do Timão, São José e Botucatu, com três troféus cada.

Foto Destaque: Divulgação/ Alexandre Battibugli/ Paulistão.

Thaynara Bernardo
Apaixonada por futebol desde os 10 anos, encontrei no jornalismo uma forma de me conectar com essa grande paixão. Na faculdade, desenvolvi trabalhos que me tornaram uma profissional versátil, com fácil adaptação e que adora novos desafios. Espero que um dia eu consiga o meu lugar no jornalismo esportivo!