Argentino Jrs x All Boys

A história da Coluna Catimbando de hoje é sobre o inexplorado dérbi de Buenos Aires, Argentinos Juniors x All Boys. Apesar de não se enfrentarem constantemente, os times são rivais há mais de 100 anos. Jogaram o primeiro clássico no ano de 1914.

Leia Mais

Buenos Aires

Com aproximados três milhões de habitantes, a capital portenha é muito ligada ao futebol nacional. Isso porque os maiores clubes do país jogam por lá ou pelas regiões metropolitanas da cidade. Outro aspecto importante da metrópole que a relaciona com o desporto, é o fato de que ela tem a maior concentração de times da modalidade das Américas.

Nesse sentido, surgem várias rivalidades bairristas no país, como por exemplo, Argentinos Juniors x All Boys. Ainda longe de ser um duelo de apelação nacional, tal qual Boca x River, ou Racing x Independiente, os Bichos e os Albos mobilizam bairros inteiros de Buenos Aires quando se enfrentam.

Argentinos Juniors

Fundado no início do século XX, o Argentinos Juniors tem sua formação originada a partir da fusão entre dois clubes amadores, Mártires de Chicago e Sol de la Vitória. O time adotou a cor vermelha devido a relação que os fundadores do time tinham com o Partido Socialista Argentino.

https://www.instagram.com/p/B_TZlvRjbiv/?igshid=1mh7vnbotsjyi

Em seu primeiro ano de existência conquista o troféu da liga de futebol amador de seu bairro e sete anos depois é convidado para jogar a Primeira Divisão Nacional. Porém, os dirigentes recusaram, pois, queriam conquistar o acesso dentro de campo. Assim, só competiu pela liga de elite do país quando conquistou o acesso em 1920. Dessa forma, ficou 17 temporadas seguidas jogando na primeira divisão antes de cair para a segunda, quase falindo por dívidas.

A partir dos anos 70 começou a desenvolver um ótimo trabalho nas categorias de base e ficou reconhecido nacionalmente por essa especialidade. Assim, em 1976 revelou o maior craque argentino do século, o atacante Diego Maradona. Ainda na década de 80, conquistou dois títulos nacionais e uma Libertadores da América.

Além de Maradona, o Bicho formou também Riquelme, Sorín, Cambiasso, Batista e outros diversos nomes importantes do futebol mundial. Suas últimas conquistas foram o Campeonato Argentino de 2010 e a segunda divisão nacional de 2016-17.

All Boys

Formado no ano de 1913, o All Boys nasceu da junção de vários jovens rapazes para jogar futebol onde residiam, no bairro Floresta de Buenos Aires. O nome do time faz referência a composição do primeiro elenco e seguiu uma tendência da época de nominar os clubes com palavras estrangeiras.

Os Albiblancos fizeram sucesso imediato, já que em suas primeiras partidas conseguiram um empate e uma vitória maiúscula contra o Vélez Sarsfield. Assim, em 1914 já disputara a segunda divisão e um torneio nacional com equipes importantes do país. Neste torneio os Albos surpreenderam, e só perderam nas quartas de final para o poderoso Independiente de Avellaneda.

O primeiro acesso à Primeira Divisão Nacional foi apenas nove anos após sua criação. Desse modo, em 1926, veio o primeiro rebaixamento e com isso a equipe ficou alternando de divisões ao longo das temporadas seguintes.

https://www.instagram.com/tv/CAi0qlWDG93/?igshid=2pbl5nn2vp1n

Em 2010, na sua penúltima ascensão à primeira divisão, conquistou o acesso após uma vitória heroica e desacreditada por muitos. Naquela oportunidade, bateu o Rosário Central no jogo decisivo por 3 x 0 e voltou a elite do futebol nacional depois de 30 anos. As conquistas dos Albiblancos se resumem à títulos da segunda e terceira divisão, não tendo assim, nenhum troféu de expressão.

https://www.instagram.com/p/B_3Il0LjhTl/?igshid=znx0j041zmn7

O dérbi

Longe de ser um clássico tão popular como Xeneizes x Millionarios, mas ainda assim, revela ser um dérbi cheio de emoções e sentimentos. A rivalidade entre Argentinos Juniors e All Boys é devido à proximidade dos bairros que abrigam os clubes. O Bicho foi formado no bairro La Paternal. Apenas 15 quadras dali se encontra o bairro Floresta, casa dos Albos.

Apesar de existir grande rivalidade,  o clube da Floresta enxerga como seu arquirrival a equipe do Nueva Chicago. Nesse sentido, é o time de La Paternal que nutre um antagonismo maior nesse duelo. Ainda assim, os confrontos entre Colorados e Albiblancos costumam ser muito tensos e geralmente preocupam as autoridades de segurança com possíveis briga de suas hinchadas.

Os números do embate são amplamente favoráveis ao Argentinos Jrs, já que este possui 39 vitórias contra apenas 9 de seu oponente, além de somar 23 empates. Por outro lado, o All Boys foi quem venceu o primeiro confronto ao derrotar os Colorados por 4 x 1, em 1914. Recentemente os Bichos aplicaram uma goleada de 5 x 1 encima dos Albos.

Última partida

O último encontro entre os clubes aconteceu no último sábado (3) às 9h30 no horário de Brasília. Como os times estavam parados desde março devido a pandemia da COVID-19, as equipes aproveitaram a recente liberação do governo argentino para jogarem um amistoso visando uma preparação para o recomeço do campeonato local. O jogo foi no estádio do All Boys, Islas Malvinas, e foi dividido em duas partidas de 50 minutos cada.

O Argentinos Juniors foi com sua equipe de base enquanto os donos da casa mandaram seus titulares a campo. Dessa forma, o jogo começou bastante agitado e os Albos inauguraram o placar aos três' com um belo voleio de Ignacio Vázquez. Porém, quatro minutos depois, os Bichos empataram o duelo com o centroavante Lautaro Ovando. Apesar de ter um volume maior de oportunidades criadas, os mandantes não saíram do empate.

Na segunda partida, ambas equipes jogaram com escalações totalmente diferentes. Com times sem entrosamento e afetados pela falta de ritmo, o último jogo terminou em um empate sem graça de 0 x 0. Assim, os clubes continuarão a fazer amistosos de preparação para o campeonato nacional, que ainda não tem data certa para o reinício.

https://www.instagram.com/p/CF4j4brjJho/?igshid=1dnhi94o58ihm

Foto destaque: Reprodução/ Aidan Willians/ Thesefootballtimes

Enzo Gabriel
Sou o Enzo, sou de Brasília e tenho 20 anos. Completamente apaixonado por futebol e totalmente focado em virar um grande jornalista esportivo. Por enquanto faço sociologia na Universidade de Brasília

Artigos Relacionados