CBF deposita quantia ‘gorda’ nos cofres do Goiás após conquista da Copa Verde

Na noite da última quarta-feira (31), o Goiás venceu o Paysandu por 2 x 1, no Estádio Hailé Pinheiro (Serrinha), e se sagrou campeão da Copa Verde 2023. Com a conquista regional, o Esmeraldino irá embolsar R$ 400 mil da CBF, quantia destinada ao vencedor do torneio. Além disso, a equipe vai entrar na terceira fase da Copa do Brasil de 2024.

Vice-campeão da Copa Verde, o Paysandu fatura metade desse valor: R$ 200 mil. Vale destacar que o Papão do Curuzu é o maior vencedor do torneio regional, com quatro conquistas. Como citado, ambas as premiações serão depositadas nas contas dos clubes pela CBF. A entidade investiu cerca de R$ 6 milhões na competição, que em 2023 completa 10 anos de existência.

Goiás conquista título inédito

Se por um lado o Paysandu tem quatro conquistas de Copa Verde, o Goiás foi levantar seu primeiro troféu agora. E o Esmeraldino bateu o Papão do Curuzu de maneira incontestável. Com o 2 x 0 na partida de ida, os goianos tinham cenário confortável para o confronto derradeiro. No Hailé Pinheiro (Serrinha), Vinícius e Matheus Peixoto, ambos de pênalti, fizeram os gols do time da casa. Bruno Alves descontou para os visitantes. No agregado, 4 x 1 e título incontestável para a equipe do técnico Emerson Ávila, que após o apito final valorizou o feito.

“Título importante. Não fizemos nosso melhor jogo hoje, já atuamos melhor, mas deu para o gasto. Deu para vencer. Não posso deixar de mencionar o Guto (Ferreira) também, pois foi quem iniciou esse trabalho. Eu assumi a equipe em abril e dei continuidade”, disse o treinador,  em entrevista à TV Brasil.

Agora o Goiás volta a direcionar as atenções para o Campeonato Brasileiro. O time está na zona de rebaixamento e precisa reagir. Empolgado com o título regional, o Esmeraldino volta a campo neste domingo (4), às 18h30 (horário de Brasília), para enfrentar o Cuiabá, na Serrinha, pela 9ª rodada. Já o Paysandu recebe o São José, em casa, no mesmo dia, a partir das 16h30 (de Brasília), pela Série C do Brasileirão.

Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Carioca, 23 anos. Cobri o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Repórter de futebol nacional e sul-americano no Futebol na Veia.