Top 5 Ídolos do futebol: São Bento

Na coluna Nostalgia Brasileira desta semana, enumeramos cinco craques da história do São Bento. Fundado no ano de 1913, como uma equipe amadora, o Bentão de Sorocaba só virou uma equipe profissional de futebol em 1953. Dessa maneira, a primeira partida profissional do time foi diante do Bragantino, em Bragança Paulista, em que o Azulão saiu derrotado por 2 x 1.

Assim, em 1962, um dos maiores títulos da história do clube foi conquistado: campeão da segunda divisão do Campeonato Paulista. Sendo assim, pela primeira vez, esteve presente na divisão de elite do futebol paulista em 1963. Em suma, aquele elenco contava com diversos jogadores históricos, dentre eles, Paraná. Confira o Top 5 Ídolos do Bentão.

5 – Marinho Peres

Capitão da Copa de 1974 com a Seleção Brasileira, Marinho Peres começou sua carreira no Bentão de Sorocaba. Com isso, sua primeira temporada com a camisa do Azulão foi em 1967, quando se destacou no Campeonato Paulista e, logo, foi contratado pela Portuguesa. Assim, o zagueiro passou por Santos, Barcelona, Internacional, Palmeiras e América-RJ, Por fim, se aposentou na equipe carioca e, posteriormente, virou treinador de futebol. Dessa maneira, com uma carreira brilhante e sempre ligado ao São Bento, o capitão da Copa de 1974 é muito celebrado pelos torcedores beneditinos.

4 – Luís Pereira

Outro orgulho beneditino é que a dupla de zaga de Marinho Peres na Copa de 1974 foi Luís Pereira. O zagueiro se destacou com a camisa do Bentão em 1968, sendo contratado pelo Palmeiras no mesmo ano. Assim, a torcida do Azulão se orgulha em dizer que a dupla de beques da Seleção em 1974 era beneditina. Dessa forma, Luís Pereira se tornou ídolo da história do clube pela brilhante carreira que fez longe do time. Além de São Bento e Palmeiras, o zagueiro passou por Atlético de Madrid, Flamengo, entre outros.

3 – Paraná

Ponta-esquerda da Seleção Brasileira na Copa de 1966, Ademir de Barros, o Paraná, surgiu para o futebol no Azulão sorocabano. Após se destacar no Campeonato Paulista em 1964, o jogador chamou atenção do Tricolor paulista e, portanto, transferiu-se para o São Paulo. Anteriormente, foi no Bentão que o jogador virou ponta-esquerda, visto que jogava como meia na equipe sorocabana. Dessa forma, Ademir de Barros fica em terceiro no ranking de ídolos do São Bento.

2 – Gatãozinho

Jogador que mais vestiu a camisa do clube, Gatãozinho é considerado um dos melhores meias que já desfilaram seu futebol pelo Bentão. Ao todo, tem 367 partidas com a camisa beneditina. Em síntese, meia-esquerda jogou pelo São Bento no fim da década de 70 e também na década de 80, quando o clube disputava o Campeonato Paulista da primeira divisão. Com a quantidade de jogos com a camisa do Azulão e por muito querido pelos torcedores, o meia fica em segundo na lista de ídolos beneditinos.

1 – Mickey

Por fim, considerado por muitos o maior jogador de história do Bentão, Ângelo Remulo Rômulo Lava, o Mickey chegou ao São Bento no fim de sua carreira. Assim, após uma passagem pelo Ituano, o meia chegou ao Azulão no ano de 1956, ficando até 1963, quando resolveu se aposentar. O jogador fez parte do histórico título da divisão de acesso em 1962. Além disso, teve Paraná como seu maior parceiro dentro das quatro linhas.

Foto destaque: Reprodução/Arquivo Pessoal/Azulão Manchester

Vinícius Martinez
Vinícius Martinez, natural de Sorocaba, interior de São Paulo, sempre tive o sonho de estar perto dos meus ídolos e encontrei através do jornalismo esportivo, a melhor forma de isso acontecer. Estudo jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie e curso o oitavo semestre. Sou um goleiro frustado pelas contusões e pelas falhas em peneiras, mas não me abalo fácil, portanto permaneço jogando peladas às terças.
http://redacao%20fnv

Artigos Relacionados