Roger Guedes sai em defesa de Fagner após penalti perdido

Na partida contra o Ituano, o Corinthians acabou sendo eliminado nos pênaltis, pegando diversas pessoas de surpresa, principalmente pelo fato de estar jogando em casa. Então, um dos jogadores que perderam as cobranças foi o experiente lateral Fagner, que mais uma vez prejudica o clube em grandes penalidades.

Entretanto, um de seus companheiros de equipe, o atacante Roger Guedes, saiu em defesa dele, comentando da responsabilidade que ele trouxe para si e como ele acabou preferindo bater primeiro que um companheiro de equipe para o proteger.

Roger Guedes defende Fagner

Na tarde de domingo (12), Corinthians e Ituano se enfrentaram na Neo Química Arena pelas quartas de final do Campeonato Paulista. Assim, em um jogo muito movimentado, os visitantes saíram na frente com um golaço. Porém, o Timão foi atrás do prejuízo e logo chegou ao empate com Paulinho.

Mas, no segundo tempo, o jogo ficou mais lento, com poucas chances, mas bem agudas, com Roger Guedes chegando a acertar uma bola na trave. Entretanto, a partida foi para os pênaltis e aí que novamente Fagner acabou errando mais uma cobrança, prejudicando o Corinthians que acabou perdendo e não avançando para a próxima fase.

Após a partida, Roger Guedes comentou sobre o pênalti perdido por Fagner, comentando da sua coragem de chamar a responsabilidade e evitar que um atleta mais novo batesse.

“Ele é um cara experiente. Infelizmente errou alguns pênaltis aqui. A gente conversou com ele. Mas acho que ele foi homem para caralho, no sentido de que a gente queria blindar o Pedrinho. O Pedrinho é jovem, a gente queria deixá-lo por último. O torcedor talvez não viu isso”

Roger Guedes exalta coragem de Fagner

Além de exaltar Fagner, Roger Guedes também comentou sobre como os jogadores do Corinthians tem confiança nele e como ele é um líder dentro do elenco do Timão. Então, o atacante também disse o quanto o atleta foi homem em livrar um jovem jogador de uma situação como forte pressão.

“Fagner tem total confiança de todo mundo. Se você ver o cara, ele bateu no lugar do menino de 17 anos. Já vi muita gente ser criticado por deixar meninos baterem pênalti. Ele foi muito homem de bater e não colocar um jovem numa situação de pressão. Ele se portou como um líder”

Por fim, o Corinthians não conseguiu avançar de fase e agora fica sem jogar nas próximas semanas, voltando a campo somente pelo Campeonato Brasileiro no próximo mês, no dia 15 de abril contra o Cruzeiro em casa.

Foto Destaque: Divulgação/Corinthians

Gilvan Alves

Gilvan Alves

Sou Gilvan Alves, tenho 23 anos, estudante de jornalismo, e desde pequeno apaixonado por futebol Brasileiro e europeu.