Renato Gaúcho detona equipe do Grêmio após tropeço e ‘faz chantagem’ com diretoria do clube

Renato Gaúcho fez forte desabafo após o empate amargo do Grêmio diante do Red Bull Bragantino, na Arena, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro. Após o 3 x 3, o técnico do Tricolor detonou a atuação do Imortal, afirmou que seu time não mereceu vencer e pontuou que um “erro infantil” no último minuto da partida custou o triunfo.

“Um gosto bem amargo. Poderíamos ter perdido, que era o que merecíamos. O adversário foi melhor em todos os sentidos. Tivemos poucos momentos bons, mas em uma falha coletiva, cedemos o empate. Futebol é bola na rede”, disse Renato, antes de prosseguir:

“Fizemos três, mas em um erro coletivo, tomamos o empate. Estávamos à frente até o fim do jogo. Não que merecíamos. Por um erro infantil, deixamos de ganhar mais dois pontos”.

Renato cobra reforços

Além de criticar a atuação da equipe gremista contra o Bragantino, Renato também mandou recado para a diretoria do clube gaúcho. O ídolo cobrou reforços e revelou que, caso peças novas não cheguem para encorpar o elenco, o Imortal não lutará por títulos até o final da temporada.

“É preciso trazer dois ou três jogadores de velocidade pelo lado. Entendo a parte financeira do clube, mas o torcedor merece que briguemos. E, para brigar, você precisa gastar. Se gasta, briga. Se não gastar, vou entender, mas não exijam que o Grêmio seja campeão do Brasileirão ou Copa do Brasil. Eu não vou iludir ninguém”.

Situação do Grêmio na temporada

Com o empate diante do Massa Bruta, o Grêmio chegou aos sete pontos. Atual sétimo colocado na tabela de classificação, o Tricolor gaúcho tem parada dura pela frente na próxima rodada do Brasileirão. Nesta quarta-feira (10), a partir das 21h30 (horário de Brasília), o Imortal encara o Palmeiras, no Allianz Parque. Vale destacar que além da competição de pontos corridos, o time de Renato também disputa a Copa do Brasil. Nas oitavas de final do mata-mata nacional, a equipe medirá forças com o Cruzeiro.

Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Carioca, 23 anos. Cobri o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Repórter de futebol nacional e sul-americano no Futebol na Veia.