Remo x Ferroviário como aconteceu – Resultado, destaque e reação

Abrindo a noite desta segunda-feira (1), Remo recebeu o Ferroviário, no estádio Baenão, em Belém. Em jogo válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro Série C. Ao passo que os donos da casa fizeram valer o mando de campo e conquistaram uma vitória emocionante de virada, por 2 x 1.

Assista aos melhores momentos de Remo x Ferroviário

1° tempo: Remo sai na frente

A princípio, as duas equipes entraram em campo buscando o triunfo, a fim de garantir uma vaga no G8. No entanto, o Leão, por jogar em casa, contou com o apoio da torcida, que lotou as arquibancadas do Baenão. Ao passo que os mandantes dominaram o jogo e tiveram maior posse de bola. Porém, não conseguiram passar do meio de campo. Isso porque o Ferroviário se manteve firme bem no sistema defensivo e barrou as jogadas de ataque do time azulino. Contudo, a zaga do Ferrão chegou com perigo e quase abriu o placar. Mas mandou para fora. Em seguida, uma jogada com passe açucarado de Bruno Alves para Marco Antônio resultou em gol para os donos da casa.

2° tempo: o empate do Ferrão com revés emocionante do Leão

Com o intuito de não decepcionar os torcedores presentes no estádio, o Leão usou o tempo do intervalo para analisar melhor o adversário, corrigir erros, assim como, se preciso, alterar a postura em campo. Entretanto, o retorno para o gramado não teve tantas surpresas. Mas, devido à necessidade, o Ferrão chegou com mais perigo a área azulina. Tanto é que, aos 35′, chegou ao empate no marcador, após Ian aproveitar um rebote e mandar para o fundo do gol. Contudo, nos acréscimos, os donos da casa juntaram forças e Vanilson, aos 47′, garantiu o triunfo do Remo, por 2 x 1.

Remo x Ferroviário – E agora?

Em suma, a agenda dos dois times para a 18ª rodada já está definida. A saber, o Leão recebe a Aparecidense, no próximo domingo (7), às 17h (horário de Brasília), no estádio do Baenão. Enquanto isso, no mesmo dia, o Ferrão encara o Volta Redonda, às 20h (horário de Brasília), no estádio Raulino de Oliveira.

Foto destaque: Divulgação / Samara Miranda / Ascom Remo

Tity Marx
Na verdade, não fui eu que escolhi o jornalismo e sim ele que me escolheu. Sem dúvidas, a profissão é como um oceano que precisa ser desvendado na sua profundeza, só assim é possível conhecer e respeitar toda sua beleza.

Deixe um comentário