Ponte Preta e São Paulo avançam pela renovação de Marcos Júnior. (Foto destaque: PontePress/Diego Almeida)

A princípio, a Ponte Preta e o São Paulo avançaram na negociação pela permanência de empréstimo do volante Marcos Júnior. De maneira que, com auxílio de Luís Fabiano, novo coordenador de futebol, o atleta têm grandes chances de seguir no Moisés Lucarelli em 2022.

E para você torcedor, é uma boa notícia a renovação com o atleta?

Vale lembrar, Marcos Júnior tem 21 anos, e na temporada 2021 mudou o estilo no time ao se tornar peça essencial. Isso porque, foi um dos responsáveis para a permanência do time na Série B.

Do mesmo modo, estreou como profissional em 2021 e marcou pela primeira vez em outubro, na derrota, de virada, por 3 x 2, contra o Náutico. Bem como, voltou a balançar as redes no dia 27 do mesmo mês. A saber, quando o jogador garantiu a vitória, por 1 x 0, sobre o Remo, em Belém.

Nesse interim, em outubro, virou titular absoluto na luta da Macaca contra o rebaixamento, com mais liberdade para chegar à área. Eventualmente, o atleta foi indicado por Fábio Moreno e disputou 29 jogos em 2021.

Juntamente com isso, a tentativa pela permanência do futebolista no clube em 2022 continua e enquanto isso, a equipe negocia com Matheus Jesus e Thiaguinho, ambos volantes do Corinthians.

Afinal, a diretoria pontepretana já conta com André Luiz, Léo Naldi e o primeiro contratado Moisés Ribeiro, que jogam na mesma posição.

Ponte Preta

Ocasionalmente, a equipe alvinegra vai ter três competições no calendário do ano que vem. Do mesmo modo,  Campeonato Paulista, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro da Série B.

Nesse ínterim, o planejamento da Ponte Preta para 2022 já tem foco no início do Campeonato Paulista com a estreia marcada contra o Palmeiras, no Allianz Parque, no dia 26 de janeiro.

Foto destaque: Divulgação/Diego Almeida/Pontepress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs