Seleção russa termina a Copa do Mundo de 1994 com goleada

O Passaporte Rússia é mais uma coluna do Futebol na Veia que apresentará curiosidades de todas as seleções que participarão da Copa do Mundo deste ano. Este é o primeiro de sete textos sobre a seleção do país sede desta edição. Confira como é a história da Seleção Russa.

Após o fim da União Soviética de Futebol, causado pela queda do sistema socialista da URSS em 1991, o país passou a ser representado pela Seleção Russa de Futebol. Já em 1992, o time jogou a sua primeira Eurocopa com essa nomenclatura e até então a sustenta.

Embora tenha faturado duas medalhas de ouro e uma de bronze em olimpíadas, a União Soviética de Futebol nunca foi protagonista em grandes competições. Sua melhor participação em Copas aconteceu em 1970, quando chegou às quartas-de-final. Mesmo assim, o retrospecto é superior a atual seleção que, desde 1994 para cá, não conseguiu passar da primeira fase de nenhuma edição que disputou.

Passaporte Rússia – A história da Seleção Russa em Copas do Mundo

1994

Na sua primeira participação, continham nove estrangeiros no time russo: ucranianos e bielorrussos. Além disso, haviam jogadores do Uzbequistão e da Estônia. A seleção caiu no grupo B que continha nada mais nada menos que o Brasil.

O primeiro jogo foi justamente contra a seleção canarinho. Os estreantes perderam por 2 a 0 com gols de Romário e Raí. Na partida seguinte, outra derrota. Dessa vez de virada para Suécia. Embora tenha saído derrotada, a equipe marcava história, pois fez seu primeiro gol na competição mundial. O ucraniano Oleg Salenko, que acabou como artilheiro da competição, foi o responsável pela primeira bola na rede do time na história.

Já eliminada, a equipe jogou contra o Camarões. A partida culminou na maior goleada da Copa de 1994 (6 a 1). Salenko marcou cinco vezes, entrando para história como único jogador a ter feito cinco gols em um único jogo na competição.

Após a derrota, a Rússia só voltaria à Copa em 2002.

Seleção russa termina a Copa do Mundo de 1994 com goleada
Seleção russa termina a Copa do Mundo de 1994 com goleada

2002

A história se repetia: ainda haviam jogadores estrangeiros e outra vez eliminação precoce. O início, porém, foi empolgante. A Tunísia foi adversária no primeiro jogo e não segurou Yegor Titov e o jogador com origem da atual Estônia, Valeriy Karpin. O resultado foi 2 a 0 para os russos.

No entanto, a alegria terminou já no jogo seguinte. O Japão, um dos países sede, venceu pelo placar mínimo e jogou a Rússia para o segundo lugar. Mesmo assim, a vaga ainda estava em aberto e haviam chances reais da seleção passar, inclusive sem muito sufoco. Bastava um empate na última partida da primeira fase.

Nem empate e muito menos vitória. Em jogo emocionante, a seleção russa saiu perdendo já no início do primeiro tempo. No começo do segundo tempo, porém, Vladimir Beschastnykh empatou o jogo e colocou a Rússia de volta às oitavas. Aos 33 minutos a Bélgica fez 2 a 1. O resultado que já era desesperador ficou ainda pior para a seleção russa, quando os belgas fizeram mais um aos 37. Dmitriy Sychov ainda diminuiu faltando dois minutos para o encerramento, mas nada mais poderia ser feito.

Mais uma vez, a Rússia só iria disputar outra Copa após muitos anos: 12

Dmitri Sychev comemora gol contra Bélgica na Copa de 2002
Dmitri Sychev comemora gol contra Bélgica na Copa de 2002 / Foto: Folha de S. Paulo

2014

A perspectiva era voar mais alto. O treinador era o italiano Fabio Capello e a equipe era recheada de jogadores que atuavam na Europa. Ou seja, a hora era essa. Só que não. Mais uma eliminação na fase de grupos. E, como já não bastasse, fizera uma campanha pior que as duas últimas.

Estreando contra a Coreia do Sul, o favoritismo da Seleção Russa era claro. Porém, a teoria não foi levada para dentro do gramado. O terrível empate por 1 a 1 foi um golpe aos jogadores que perpetuou durante a curta trajetória naquela edição. Assim como em 94, a Bélgica estava mais uma vez no caminho. A seleção belga venceu a partida pelo placar mínimo e deixou os russos decidirem a classificação para próxima fase no terceiro jogo.

Em Curitiba, a Argélia arrancou o empate por 1 a 1 e se classificou em segundo lugar, tirando o time russo de mais uma Copa.

Russia não sai do empate diante da Coreia do Sul na estreia
Russia não sai do empate diante da Coreia do Sul na estreia / Foto: IG

Com todas as mudanças históricas que aconteceu no país, a Seleção Russa ainda é muito recente. Suas participações no campeonato mundial ainda foram muito discretas mesmo com grandes expectativas principalmente na edição de 2014.

Contudo, pode-se dizer que neste ano a esperança continua. A perspectiva é que o time não volte a dar vexame. No grupo A, a equipe enfrentará Egito, Arábia Saudita e Uruguai. Agora que tem o apoio da torcida será que os russos conseguem ao menos chegar às oitavas? É o que Putin e que os adeptos esperam.

Sergio Vitor
Jornalista com 22 anos de idade, atua, há três, como repórter, redator e social media para uma revista especializada do setor de seguros, economia e negócios. Em 2016, ainda na graduação, começou a dedicar seu tempo escrevendo matérias no Futebol na Veia. Atualmente, é responsável pela análise de SEO do FNV, além de participar de programas esportivos na rádio, todos alinhados ao site.

Artigos Relacionados