Passaporte Rússia – História curta e sem sucesso

- Conheça o retrospecto da Rússia em Copas do Mundo
Seleção russa termina a Copa do Mundo de 1994 com goleada

O Passaporte Rússia é mais uma coluna do Futebol na Veia que apresentará curiosidades de todas as seleções que participarão da Copa do Mundo deste ano. Este é o primeiro de sete textos sobre a seleção do país sede desta edição. Confira como é a história da Seleção Russa.

Após o fim da União Soviética de Futebol, causado pela queda do sistema socialista da URSS em 1991, o país passou a ser representado pela Seleção Russa de Futebol. Já em 1992, o time jogou a sua primeira Eurocopa com essa nomenclatura e até então a sustenta.

Embora tenha faturado duas medalhas de ouro e uma de bronze em olimpíadas, a União Soviética de Futebol nunca foi protagonista em grandes competições. Sua melhor participação em Copas aconteceu em 1970, quando chegou às quartas-de-final. Mesmo assim, o retrospecto é superior a atual seleção que, desde 1994 para cá, não conseguiu passar da primeira fase de nenhuma edição que disputou.

Passaporte Rússia – A história da Seleção Russa em Copas do Mundo

1994

Na sua primeira participação, continham nove estrangeiros no time russo: ucranianos e bielorrussos. Além disso, haviam jogadores do Uzbequistão e da Estônia. A seleção caiu no grupo B que continha nada mais nada menos que o Brasil.

O primeiro jogo foi justamente contra a seleção canarinho. Os estreantes perderam por 2 a 0 com gols de Romário e Raí. Na partida seguinte, outra derrota. Dessa vez de virada para Suécia. Embora tenha saído derrotada, a equipe marcava história, pois fez seu primeiro gol na competição mundial. O ucraniano Oleg Salenko, que acabou como artilheiro da competição, foi o responsável pela primeira bola na rede do time na história.

Já eliminada, a equipe jogou contra o Camarões. A partida culminou na maior goleada da Copa de 1994 (6 a 1). Salenko marcou cinco vezes, entrando para história como único jogador a ter feito cinco gols em um único jogo na competição.

Após a derrota, a Rússia só voltaria à Copa em 2002.

Seleção russa termina a Copa do Mundo de 1994 com goleada
Seleção russa termina a Copa do Mundo de 1994 com goleada

2002

A história se repetia: ainda haviam jogadores estrangeiros e outra vez eliminação precoce. O início, porém, foi empolgante. A Tunísia foi adversária no primeiro jogo e não segurou Yegor Titov e o jogador com origem da atual Estônia, Valeriy Karpin. O resultado foi 2 a 0 para os russos.

No entanto, a alegria terminou já no jogo seguinte. O Japão, um dos países sede, venceu pelo placar mínimo e jogou a Rússia para o segundo lugar. Mesmo assim, a vaga ainda estava em aberto e haviam chances reais da seleção passar, inclusive sem muito sufoco. Bastava um empate na última partida da primeira fase.

Nem empate e muito menos vitória. Em jogo emocionante, a seleção russa saiu perdendo já no início do primeiro tempo. No começo do segundo tempo, porém, Vladimir Beschastnykh empatou o jogo e colocou a Rússia de volta às oitavas. Aos 33 minutos a Bélgica fez 2 a 1. O resultado que já era desesperador ficou ainda pior para a seleção russa, quando os belgas fizeram mais um aos 37. Dmitriy Sychov ainda diminuiu faltando dois minutos para o encerramento, mas nada mais poderia ser feito.

Mais uma vez, a Rússia só iria disputar outra Copa após muitos anos: 12

Dmitri Sychev comemora gol contra Bélgica na Copa de 2002
Dmitri Sychev comemora gol contra Bélgica na Copa de 2002 / Foto: Folha de S. Paulo

2014

A perspectiva era voar mais alto. O treinador era o italiano Fabio Capello e a equipe era recheada de jogadores que atuavam na Europa. Ou seja, a hora era essa. Só que não. Mais uma eliminação na fase de grupos. E, como já não bastasse, fizera uma campanha pior que as duas últimas.

Estreando contra a Coreia do Sul, o favoritismo da Seleção Russa era claro. Porém, a teoria não foi levada para dentro do gramado. O terrível empate por 1 a 1 foi um golpe aos jogadores que perpetuou durante a curta trajetória naquela edição. Assim como em 94, a Bélgica estava mais uma vez no caminho. A seleção belga venceu a partida pelo placar mínimo e deixou os russos decidirem a classificação para próxima fase no terceiro jogo.

Em Curitiba, a Argélia arrancou o empate por 1 a 1 e se classificou em segundo lugar, tirando o time russo de mais uma Copa.

Russia não sai do empate diante da Coreia do Sul na estreia
Russia não sai do empate diante da Coreia do Sul na estreia / Foto: IG

Com todas as mudanças históricas que aconteceu no país, a Seleção Russa ainda é muito recente. Suas participações no campeonato mundial ainda foram muito discretas mesmo com grandes expectativas principalmente na edição de 2014.

Contudo, pode-se dizer que neste ano a esperança continua. A perspectiva é que o time não volte a dar vexame. No grupo A, a equipe enfrentará Egito, Arábia Saudita e Uruguai. Agora que tem o apoio da torcida será que os russos conseguem ao menos chegar às oitavas? É o que Putin e que os adeptos esperam.

Sergio Vitor

Sobre Sergio Vitor

Sergio Vitor já escreveu 152 posts nesse site..

Jornalista com 22 anos de idade, atua, há três, como repórter, redator e social media para uma revista especializada do setor de seguros, economia e negócios. Em 2016, ainda na graduação, começou a dedicar seu tempo escrevendo matérias no Futebol na Veia. Atualmente, é responsável pela análise de SEO do FNV, além de participar de programas esportivos na rádio, todos alinhados ao site.

BetWarrior


Poliesportiva


Sergio Vitor
Sergio Vitor
Jornalista com 22 anos de idade, atua, há três, como repórter, redator e social media para uma revista especializada do setor de seguros, economia e negócios. Em 2016, ainda na graduação, começou a dedicar seu tempo escrevendo matérias no Futebol na Veia. Atualmente, é responsável pela análise de SEO do FNV, além de participar de programas esportivos na rádio, todos alinhados ao site.

    Artigos Relacionados

    Topo