Mixto x Castanhal

Na tarde deste domingo (9), Mixto x Castanhal se enfrentaram pela 3ª rodada do grupo 10 da Copinha 2022, no Estádio Zezinho Magalhães, em Jaú. Com vitória, a equipe do Japiim levou a melhor sobre o Tigre. Afinal, venceu sobre por 3 x 1 e garantiu a segunda vaga para a próxima fase da competição.

 ASSISTA AOS MELHORES MOMENTOS DE Mixto x Castanhal

1º tempo: sem grandes emoções…

A princípio, o primeiro tempo das equipes não houve tanta emoção. Afinal, sem muita criatividade não levaram tanto perigo ao gol. Todavia, em uma cobrança de pênalti, Ruan, aos 22′, abriu o placar do Castanhal. Buscando uma resposta, Mixto começou a pressionar. Contudo, sem êxito. Ou seja, viu o encerramento dessa primeira parte da partida ficar no 1 a 0.

2º tempo: mais animado e com classificação!

Na volta do intervalo, Japiim deu nome ao confronto. Em outras palavras, a etapa final foi a todo vapor. Ou seja, aos 04′, novamente Ruan, aproveitou uma saída do goleiro Lucão, e ampliou o placar. Em seguida, Arlen recebeu e finalizou forte no fundo do gol. Mais um para a equipe do Castanhal. A sequência da partida foi menos animada do que os minutos iniciais. Afinal, sem boas oportunidades criadas os elencos seguiram o duelo. Todavia, para finalizar a rodada, Vini Alemão marcou para o Tigre. Sendo assim, o resultado carimbou a vitória para os mandantes. Dessa forma, ficando no 3 x 1.

Mixto x Castanhal – e agora?

Por fim, caminhando para a segunda fase da competição, os grupos finalizam essa rodada já pensando nos próximos confrontos. Dessa forma, a vitória coloca a equipe do Japiim na próxima fase da Copinha. Ou seja, deve enfrentar o elenco do Grêmio Novorizontino, o 1º colocado do grupo 9. Enquanto isso, o time do Mixto se despede da temporada.

Foto Destaque: Divulgação/ GE

Amanda Scarlatt
Amo poder ter o jornalismo como a minha maneira de expressão. Sou apaixonada pelo meio digital e tudo que podemos construir nele na comunicação. Acredito fielmente na essência de uma boa matéria jornalística: a investigação. Afinal, independente da sua editoria e formato, o jornalismo pode mudar vidas. Enfim, VIVA O JORNALISMO!

Deixe um comentário