Floresta x Brasil-RS como aconteceu – Resultado, destaque e reação

Encerrando a tarde deste domingo (31), Floresta e Brasil de Pelotas mediram forças, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza. A saber, o duelo foi válido pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Ao passo que os donos da casa fizeram valer o mando de campo e conquistaram um triunfo com direito a virada, vencendo, por 2 x 1.

Assista aos melhores momentos de Floresta x Brasil-RS

1° tempo: Brasil-RS sai na frente

A princípio, as duas equipes vieram determinadas a conquistar a vitória e, consequentemente, os três pontos. Entretanto, os minutos inicias mostrou um equilíbrio entre os cearenses e gaúchos. No entanto, o Lobo soube se impor, explorar o território, criar jogadas, mas não conseguiu materializar as oportunidades em gols. Dessa forma, na cobrança de um escanteio aos 24′, o zagueiro do Xavante, Gabriel Peres abriu o placar para os visitantes. Mesmo após sofrer o gol, os donos da casa não se abateram e insistiam nós contra-ataques a fim de chegar ao empate. Mas sem eficiência para chegar com perigo e finalizar.

2° tempo: Floresta vira o placar

Com o intuito de não decepcionar os torcedores presentes no estádio, o Lobo usou o tempo do intervalo para analisar melhor o adversário, corrigir erros, assim como, se preciso. alterar a postura em campo. Entretanto, os papéis se inverteram em campo, visto que os mandantes perderam o domínio da bola e passaram por serem mais efetivos chegando com perigo. E logo aos 32′. Jô Almeida recebeu um passe açucarado e deixou tudo igual no marcador. Assim sendo, o zagueiro do Xavante ajudou o Verdão, marcando contra e ampliando o placar em 2 x 1.

Floresta x Brasil-RS – E agora?

Por fim, a agenda das equipes já está definida para 18ª rodada do Campeonato Brasileiro Série C. A saber que o Floresta recebe no próximo domingo (7), o Campinense, às 15 (horário de Brasília), no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza. Enquanto, o Brasil-RS encara em casa o Confiança, às 11h (horário de Brasília), no estádio Bento Freitas, em Pelotas.

Foto destaque: Ronaldo Oliveira/Floresta EC

Tity Marx
Na verdade, não fui eu que escolhi o jornalismo e sim ele que me escolheu. Sem dúvidas, a profissão é como um oceano que precisa ser desvendado na sua profundeza, só assim é possível conhecer e respeitar toda sua beleza.

Deixe um comentário