Cearense Sub-17: Ceará conhece seu calendário de jogos

A equipe Sub-17 do Ceará fará sua estreia na temporada 2022, já nesse mês de maio. Na última quarta-feira ( 28), a Federação Cearense de Futebol (FCF), divulgou o calendário do Campeonato Cearense da categoria. Assim, os meninos comandados por Alyson Henry conheceram os seus adversários da primeira fase.

Como funciona o Estadual Cearense Sub-17

Antes de mais nada, vale ressaltar que não há chances de um Clássico-Rei na primeira fase. Já que os times se encontram em grupos diferentes. Dessa maneira, a começar pelo Grupo A, estão Ceará, Atlético Cearense, Floresta, Itarema, Anjos do Céu, São Gerardo, Rio Branco e São Gonçalo. Por outro lado, o Grupo B, além do Fortaleza, conta com Ferroviário, Estação, Horizonte, Grêmio, Juazeiro, União e Santa Cruz.

De início, a competição conta com 14 equipes do estado, ao qual se dividem em dois grupos. Dessa forma, na 1ª Fase os clubes se enfrentarão, em partidas de ida, dentro de cada grupo. Porém, ao final da 1ª Fase, os quatro melhores colocados de cada grupo estarão classificados para a 2ª Fase. Já nas quartas de final da competição, acontece a fase de mata-mata, onde jogam em ida e volta. Portanto, aquele que somar o maior número de pontos estará classificado para a Semifinal, de onde saem os finalistas por jogos de turno e returno.

Confira tabela completa, horário, datas e locais já conhecidos dos jogos do Vozão:

Atlético x Ceará – Franzé Moraes, sábado (07) às 15h (Horário de Brasília);
Ceará x Rio Branco – Franzé Moraes, sábado (14) , às 15h (Horário de Brasília);

Já os seguintes jogos ainda estão sem local e horários, mas devem ser anunciados em breve:
Anjos do Céu x Ceará, sábado (21);
Ceará x Itarema, sábado (28);
Ceará x Floresta, sábado ( 04/06);
São Gerardo x Ceará, sábado ( 11/06);
Ceará x São Gonçalo, sábado (18/06).

É possível a tabela completa aqui.

Foto de destaque: Divulgação/ Wilton Hoots/ Ceará SC

Larissa Lisboa
O esporte sempre foi muito presente na minha vida, assim como a leitura e a escrita. Ser mulher no meio esportivo não é uma tarefa fácil. Por isso, um dos meus grandes objetivos é mostrar que entendo de esporte tanto quanto eles. Com a Educação Física, ganho muito conhecimento dos esporte em si, e com o jornalismo tenho a liberdade e a oportunidade de ser porta-voz do nosso esporte e, principalmente, dos nossos atletas. Sou uma pessoa centrada, perfeccionista e que sempre doa o máximo em cada projeto. Amante das artes, cultura geek e um bom livro acompanhado de um cafezinho. Meu objetivo é nunca deixar de evoluir. Diante disso, já fui parte da equipe dos Torcedores, onde dei meus primeiros passos no jornalismo esportivo. Atualmente faço parte do time de colunistas do Rainhas do Drible, escrevo sobre atletismo na Rádio Poliesportiva e me junto ao Futebol na Veia, com o objetivo de somar a equipe e dar maior visibilidade ao Futebol Feminino, sendo setorista do Ceará.