ceará feminino perde nas quartas e não consegue acesso

O Ceará Feminino entrou em campo na tarde deste domingo (18). O jogo, que aconteceu na Cidade Vozão em Itaitinga-CE, foi válido pelo returno das quartas de final do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino A-2. As Meninas do Vozão enfrentaram o Cresspom-DF, mas não obtiveram êxito.

1º  TEMPO

O primeiro tempo começou muito disputado, afinal, com o empate no jogo de ida, as duas equipes mantinham certa vantagem. O placar abriu logo no início com Isabela. A camisa 7 do Cresspom abriu o placar com uma finalização do círculo central. A bola passou por cima da goleira Ellen que não conseguiu alcançar. Mas as Alvinegras também tiveram suas chances. A mais perigosa foi com Jady que cruzou na área, mas a bola foi tirada pela defesa. Aos 28’, o time de Brasília ampliou o placar. Foi Isabela novamente quem marcou com um chute forte de fora da área que passou direto para dentro da rede. O Mais Querido teve uma ótima chance com Rafa que mandou no travessão em cobrança de falta. Contudo, o primeiro tempo terminou com vantagem para as visitantes.

2º TEMPO

O time de Porangabuçu voltou mais ofensivo e com maior domínio de jogo, com isso o time visitante ficou mais atento na defesa e se fechou. Já nos primeiros minutos da etapa final, o Ceará teve duas boas chances com Michele Carioca e Karen, no entanto sem sucesso. Apesar das chances e de buscar até o fim, o time brasiliense fechou sua defesa e com isso conseguiu segurar o placar em 2 x 0 até o fim.

COMO FICA O CEARÁ

Como resultado, as Meninas do Vozão encerram sua participação no torneio nacional. Consequentemente, o Cresspom avançou para a semifinal e tem sua vaga garantida na elite do Brasileirão Feminino. Esta é a terceira vez consecutiva que a equipe cearense chega perto do acesso. A equipe se concentra agora na preparação para o Campeonato Cearense Feminino.

Foto de Destaque: Divulgação/Stephan Eilert/Ceará SC

Larissa Lisboa
O esporte sempre foi muito presente na minha vida, assim como a leitura e a escrita. Ser mulher no meio esportivo não é uma tarefa fácil. Por isso, um dos meus grandes objetivos é mostrar que entendo de esporte tanto quanto eles. Com a Educação Física, ganho muito conhecimento dos esporte em si, e com o jornalismo tenho a liberdade e a oportunidade de ser porta-voz do nosso esporte e, principalmente, dos nossos atletas. Sou uma pessoa centrada, perfeccionista e que sempre doa o máximo em cada projeto. Também sou um pouco sonhadora, mas sempre com um pé no chão. Sou amante das artes, cultura geek e um bom livro acompanhado de um cafezinho. Meu objetivo é nunca deixar de evoluir. Diante disso, já fui parte da equipe dos Torcedores, onde dei meus primeiros passos no jornalismo esportivo. Atualmente faço parte do time de colunistas do Rainhas do Drible, escrevo sobre atletismo na Rádio Poliesportiva e me junto ao Futebol na Veia, com o objetivo de somar a equipe e dar maior visibilidade ao Futebol Feminino, sendo setorista do Ceará.