O Ceará entrou em campo na tarde desta última quarta-feira (27), pelo Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino Sub-18, onde fez sua estreia na competição. O jogo marca a primeira participação do clube desde que a criação do torneio. A partida de estreia aconteceu em São Paulo, onde será disputado todo o campeonato, contra o time do Vasco da Gama.

O PRIMEIRO TEMPO

A princípio, o Vasco colocou muita pressão em cima do Alvinegro Cearense, que teve de se manter na defensiva em boa parte do primeiro tempo. Dessa forma, o Alvinegro abriu o placar aos 8 minutos com a volante Kaila.

Do mesmo modo, mantendo o ritmo, as Cruzmaltinas ampliaram aos 15′, com a meia Pimentinha. Foi então que a parada aconteceu, e,  assim, o técnico Erivelton Viana aproveitou para fazer alguns ajustes no time cearense, que conseguiu diminuir aos 27 minutos, com a atacante Amália.

O SEGUNDO TEMPO

A equipe cearense voltou mais confiante para os últimos 45 minutos e começou a sair da defensiva, partindo para o ataque. As atacantes Jessica e Lucielma começaram a criar chances, mas o empate só veio aos 14 minutos com gol, novamente, de Amália. Ela aproveitou o contra-ataque e não deu chance para goleira adversária.

PRÓXIMO COMPROMISSO DO CEARÁ

As Meninas do Vozão voltam a campo já na próxima sexta-feira (29), às 10h30 (horário de Brasília), contra a equipe da Ferroviária. O jogo aconteceu no Centro de Treinamento I do Sorocaba, em São Paulo.

Foto destaque: Divulgação/Ceará SC

Larissa Lisboa
O esporte sempre foi muito presente na minha vida, assim como a leitura e a escrita. Ser mulher no meio esportivo não é uma tarefa fácil. Por isso, um dos meus grandes objetivos é mostrar que entendo de esporte tanto quanto eles. Com a Educação Física, ganho muito conhecimento dos esporte em si, e com o jornalismo tenho a liberdade e a oportunidade de ser porta-voz do nosso esporte e, principalmente, dos nossos atletas. Sou uma pessoa centrada, perfeccionista e que sempre doa o máximo em cada projeto. Também sou um pouco sonhadora, mas sempre com um pé no chão. Sou amante das artes, cultura geek e um bom livro acompanhado de um cafezinho. Meu objetivo é nunca deixar de evoluir. Diante disso, já fui parte da equipe dos Torcedores, onde dei meus primeiros passos no jornalismo esportivo. Atualmente faço parte do time de colunistas do Rainhas do Drible, escrevo sobre atletismo na Rádio Poliesportiva e me junto ao Futebol na Veia, com o objetivo de somar a equipe e dar maior visibilidade ao Futebol Feminino, sendo setorista do Ceará.

Artigos Relacionados