Botafogo-SP x Volta Redonda como aconteceu – Resultado, destaque e reação

Botafogo-SP x Volta Redonda se enfrentaram na manhã deste domingo (31), no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto. A saber, o duelo foi válido pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Aliás, os donos da casa fizeram valer o mando de campo. Assim sendo, venceram a partida, por 2 x 1.

Assista aos melhores momentos de Botafogo-SP x Volta Redonda

1° Tempo: Botaofo-SP sai na frente com gol de pênalti

A princípio, os dois times entraram em campo determinados a vencer e subir na tabela de classificação, afim de garantir vaga na próxima fase da Série C. Entretanto, os mandantes souberam se impor, dominar a bola e contaram com o apoio da torcida. Além disso, o Pantera mostrou muita qualidade no setor defensivo com marcação alta, chegando a área adversária com facilidade, aproveitando as oportunidades.

Aos 24′ em um lance de entrada forte, o juiz assinalou pênalti e Gustavo Xuxa abriu o placar para donos da casa. Contudo, aos 43′, a arbitragem se atrapalhou em um lance em que o Pantera poderia ampliar a vantagem. Ao passo que os auxiliares acharam normal e mandaram seguir.

2° Tempo: Pantera amplia e Volta Redonda desconta

Como o resultado estava dando o triunfo para os donos da casa, os visitantes utilizaram o intervalo para avaliar a postura adotada e corrigir os possíveis erros. Contudo, mesmo com todo empenho e determinação afim de abrir o placar, novamente as oportunidades não se converteram em números. No entanto, os donos da casa que ampliaram o marcador para 2 x 0. Posteriormente, a lei do ex marcou presença a favor do Voltaço, com Matheus Alessandro. Dessa forma, o placar terminou em 2 x 1.

Botafogo-SP x Volta Redonda – E agora?

Por fim, a agenda duas equipes pela Série C já está definida. Assim sendo, o próximo duelo do Tricolor será no sábado (6), contra o Atlético-CE, às 15h (horário de Brasília), em Horizonte. Enquanto, no mesmo dia, o Voltaço encara o Ferroviário, às 11h (horário de Brasília), no estádio Raulino de Oliveira, no Rio de Janeiro.

Foto destaque: Luiz Cosenzo / Agência Botafogo

Tity Marx
Na verdade, não fui eu que escolhi o jornalismo e sim ele que me escolheu. Sem dúvidas, a profissão é como um oceano que precisa ser desvendado na sua profundeza, só assim é possível conhecer e respeitar toda sua beleza.

Deixe um comentário