Líder do grupo no Avaí Kindermann, Samhia projeta confronto com o Flamengo em casa: “temos que jogar!”

Neste domingo (15), o Avaí Kindermann recebe o Flamengo, no estádio Salézio Kindermann, para confronto válido pela 8ª rodada do Brasileirão Feminino Neoenergia 2022. Um dos grandes destaques da equipe catarinense, Samhia, chegou a equipe no início da temporada, mas já assumiu um papel de liderança tanto na gestão do grupo, quanto nas ações de comunicação do clube.

Aos 30 anos, a jogadora conta que, por ser a mais velha de oito irmãos, sempre enxergou de forma natural ser esse apoio também no lado profissional.

“Creio que essas atitudes refletem na pessoa que sou e na equipe ao qual faço parte. Procuro sempre contribuir com o time estando dentro ou fora de campo, pois me ajuda a crescer e automaticamente minhas companheiras também. Trabalhamos sempre em conjunto, mas cobro-me muito e projeto esta cobrança em cima das colegas de time, afinal de contas eu dependo delas e elas de mim. Não vejo como uma obrigação, pois procuro dar sempre o meu melhor e ajudar minhas companheiras no que elas precisarem para que possamos evoluir juntas”, revelou.

Samhia pede o apoio do torcedor do Avaí Kindermann

Buscando subir na tabela, o Avaí Kindermann terá a missão de tirar três pontos da equipe carioca para assim se aproximar da zona de classificação. Por fim, sobre a preparação, Samhia destaca o empenho nos ajustes e conta com o apoio da torcida para ser um impulso a mais.

“A semana de trabalho está sendo muito boa. Acho que a equipe está bem focada no que devemos fazer. Estamos corrigindo erros cometidos nas partidas anteriores e visando ao mesmo tempo a melhora coletiva para o próximo jogo. Teremos o apoio da torcida, que faz bastante diferença para nós jogadoras, mas isso não tira nossa responsabilidade. Teremos que jogar!” Especialmente para a camisa 9 das Leoas, a partida terá clima de reencontro. Samhia vestiu a camisa rubro-negra de 2017 a 2021 e até hoje é muito lembrada pela torcida.

Quando o assunto é o reencontro, a atacante garante que o melhor jeito de demonstrar respeito ao adversário é dando o seu melhor pelo escudo que agora defende: “Reconheço o quanto o Flamengo/Marinha foi importante na minha carreira, tenho um enorme carinho pelas duas instituições e também por toda Nação Rubro Negra. Vou jogar para representar o clube que hoje eu defendo, a minha família e todos os torcedores Avaianos. Vou dar o meu melhor dentro de campo. Respeitar o adversário é jogar dando o seu melhor”, finalizou.

Foto destaque: Reprodução / CBF

André Merice
A sensação de poder transmitir uma sentimento à cada leitor é o que me move. Ainda assim, sou somente mais louco apaixonado por futebol, que fez da escrita e do esporte a sua vida!

Deixe um comentário