Atlético-MG: Jorje Jesus cotado e Renato distante

Após a saída inesperada de Cuca, a diretoria do Atlético-MG vai ao mercado em busca de um novo treinador. O nome de Jorge Jesus ganhou força nas últimas horas, após a demissão no Benfica, e o de Renato Gaúcho perdeu força em Belo Horizonte.

A diretoria alvinegra não contava com a saída de Cuca. No entanto, internamente já estavam cientes da possibilidade. Para o seu lugar, o Atlético-MG estuda duas opções nacionais (alvos ainda não definidos) e estrangeiros. Pensando em gringos, serão monitorados os países da América do Sul e da Europa – um em especial, Portugal.

Olhando para o Velho-Continente, Jorge Jesus virá o alvo principal. O lusitano despertou interesse mineiro ainda em 2019, quando chegou a assistir uma partida do Galo em Belo Horizonte, porém acabou fechando com o Flamengo. Com a saída do Benfica confirmada, a cúpula atleticana buscará informações sobre o treinador, e quem sabe inicie negociações para tê-lo em 2022. Em caso de “sinal positivo”, um dos empecilhos poderia ser a comissão técnica. Isso porque, o Atlético não gostaria de abrir mão de sua comissão fixa, e Jesus gosta de trabalhar com os seus próprios auxiliares. Sendo assim, um ponto a ser discutido.

Renato Gaúcho: de preferido à “quase descartado” no Atlético-MG

Antes de repatriar Cuca, Renato Gaúcho era o nome de preferência da diretoria. Entretanto, a realidade hoje e é muito diferente. Segundo informações, o técnico perdeu forças na Cidade do Galo.

“Está bem mais frio neste momento”, disse uma fonte confiável.

Ainda assim, o cenário pode mudar, caso os primeiros nomes não sejam possíveis.

Foto destaque: Reprodução/ Benfica 

André Merice
Sou somente mais um louco apaixonado por futebol!