Vamos Ponte Preta! (Foto destaque: Diego Almeida/PontePres)

Antes de tudo no duelo na próxima sexta-feira (3) a Ponte Preta enfrenta o Sampaio Corrêa. Tal como o grito é: Vamos Ponte!  Juntamente com isso o objetivo é conquistar os três pontos! Tal como é o duelo entre a Macaca e a Bolívia Querida. Eventualmente os dois times darão continuidade, a disputa da 22ª Rodada no Brasileirão da Série B.

Da mesma forma pelo lado da Ponte, a ideia é manter o bom aproveitamento recente atuando como mandante. De maneira que o time vem de vitórias contra Goiás, Londrina, Confiança e Brusque, em Campinas). Em contrapartida para compensar os resultados ruins sendo visitante (ainda não ganhou no torneio). Assim também derrotas mais recentes contra o Coritiba e Vasco da Gama.

Por outro lado com esses altos e baixos e para elevar a atual 15ª posição com 22 pontos, somente um ponto acima do 17° colocado, o Londrina. Simultaneamente a Ponte vai pra cima para favorecer o fator casa.

Em suma para o Paio, o time maranhense não sabe o que é ser derrotado atuando longe de São Luis há seis rodadas. Bem como  chega para o duelo no interior paulista necessitado de vencer para retornar ao G4.

Neste momento, a equipe do técnico Felipe Surian está em quinto lugar com 34 pontos, um a menos do que o Botafogo, quarto colocado.

Vamos Ponte!

A saber o retrospecto mostra que as equipes se encontraram 10 vezes. Do mesmo modo a Veterana levou o resultado duas vezes e em contrapartida o tricolor maranhense venceu uma vez. Simultaneamente aconteceram 6 empates nesses jogos. Ocasionalmente o último jogo aconteceu na terceira rodada série B e o Sampaio saiu vitorioso com o gol aos 49 minutos.

Ocasionalmente nesta quinta-feira (2) Moisés completa 25 anos em dia de treino no CT Jardim Eulina. Da mesma forma quem pensa que os companheiros de time aliviaram, se engana. Do mesmo modo o jogador levou ovada na cabeça depois do treino e bem-humorado.

 

 

(Foto destaque: Diego Almeida/PontePres)

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs