A princípio, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) adicionou o regulamento que limita a troca de técnicos pelas equipes. Assim, junto aos dirigentes dos clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro, a instituição definiu a regra. Contudo, foi encontrada uma brecha no regulamento. Em suma, caso haja acordo mútuo entre as partes, a troca não será contabilizada. A partir disso, o técnico do Vila Nova, Wagner Lopes, comentou a respeito da constância num time.

“É muito importante você ter um equilíbrio, uma segurança. Mas acho também que nosso esporte tem uma rotatividade grande, é cultural isso. Os modelos estão aí pra que sejam testados, mas acho que a estabilidade ajuda sim, ajuda os competentes manter os cargos, buscar os resultados. Não é uma tarefa simples, não depende só de um e é uma mudança que tem que ser gradativa. É uma mudança de paradigma, é cultural e aos poucos a gente vai alcançar, sim”, declarou Wagner Lopes.

Próximo compromisso do Vila Nova 

Depois de vencer o Goianésia fora de casa na quinta-feira (1º), o Vila Nova agora recebe a equipe do interior. Assim, neste domingo (4), os times voltam a se enfrentar pelo 2º turno do Campeonato Goiano. Com isso, o duelo será às 16h (horário de Brasília), no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia.

Contudo, o Colorado ainda não pode contar com o Alan Mineiro. A saber, o meia foi punido pelo TJD-GO e deve ficar mais dois jogos fora. Ainda assim, o jogador fica à disposição do técnico Wagner Lopes para o duelo contra o Juventude, na quinta-feira (8), pela Copa do Brasil. A saber, a pena vale somente para o Goianão.

Por fim, enquanto o Tigre ocupa a vice-liderança do Grupo B do torneio estadual, com 10 pontos, o Azulão está na 5º posição, com três. Além disso, o time da capital conta com um dos artilheiros do Campeonato Goiano: Pedro Júnior, que tem três gols.

Foto destaque: Divulgação/Vila Nova FC

Danyela Freitas
Danyela Freitas
Sou goianiense, graduada em Letras pela Universidade Federal de Goiás (UFG), pós-graduada em Jornalismo Esportivo pela Estácio-SP e tenho três grandes paixões: a escrita, a leitura e o esporte (não necessariamente nessa ordem).

Deixe uma resposta