Ponte Preta terá mudanças em mais seis rodadas na Série B do Campeonato Brasileiro. (Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

Inicialmente a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) oficializou, na noite da última segunda-feira (30), mudanças em mais seis rodadas da Ponte Preta na Série B do Campeonato Brasileiro.

Da mesma forma a entidade divulgou as datas e os horários dos compromissos da Macaca na primeira metade do returno. Assim como destaque para o destaque fica por conta do Dérbi 201 contra o rival Guarani, no Estádio Moisés Lucarelli, em 17 de setembro, sexta-feira, às 21h30, pela 24ª rodada. Assim também veja a sequência:

Operário – 21/09, às 21h30
Brasil de Pelotas – 26/09, às 18h15
CSA 29/09, às 21h30
Vila Nova 02/10, às 19h
Avaí 05/10, às 19h

Outrossim neste período, Alvinegra ainda enfrenta dois candidatos à zona de rebaixamento no Majestoso. Juntamente com isso contra o Brasil de Pelotas e Vila Nova. Do mesmo modo briga com outros postulantes por vaga no G4: Guarani, Operário, CSA e Avaí.

Antes dessa sequência de seis jogos, Ponte Preta ainda mede forças com o Sampaio Corrêa na próxima sexta-feira (3), em Campinas, às 19h. Ainda mais que na sequência tem o Cruzeiro, em 11 de setembro, sábado, às 11h, no Mineirão, em Belo Horizonte.

Ponte Preta

Enquanto isso o time espera a definição de questões burocráticas para anunciar o meia Matheus Anjos, do Athletico, por empréstimo até o fim da temporada. Assim como será a 15ª contratação para a disputa da Série B, entre jogadores que chegaram depois do Paulistão e com a competição nacional já em andamento.

Assim também além de Anjos, o pacote de reforços contou com o lateral-esquerdo Marcelo Hermes e o volante Yago Henrique. Igualmente dos titulares da Macaca na derrota diante do Vasco, cinco não estavam no clube no início da temporada. Bem como o zagueiro Cleylton, o lateral-esquerdo Rafael Santos, o volante André Luiz, o meia Fessin e o atacante Rodrigão.

 

(Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

 

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs