Moisés comemora o gol da vitória contra o Londrina. (Foto destaque: Álvaro Jr/PontePress)

Antecipadamente após a vitória de virada contra o Londrina no dia do aniversário, o técnico Gilson Kleina concedeu uma entrevista tomada pela emoção após a vitória da Ponte Preta por 2 x 1, na noite desta quarta-feira (11), no Majestoso. O resultado foi ainda mais especial: era aniversário de 121 anos da Macaca.

Assim também a virada aos 47 minutos do segundo tempo, com gol de Moisés, tirou das costas do treinador:

“Foi uma vitória brilhante de toda a equipe, que não desistiu para fazer essa bela vitória num dia especial. Foi premiado o time que realmente não desistiu. É um sentimento muito bom, de uma vitória muito especial. Poder dar esse presente a todo pontepretano é de grande valia. É isso que nos dá força, essa torcida nos esperando após uma vitória de raça e entrega”.

Simultaneamente o comandante ainda avaliou a atuação decisiva do atacante Moisés, o alívio pela reabilitação, o sentimento de ter comemorado com a torcida na porta do estádio depois do jogo. Da mesma forma outro ponto apontado pelo técnico foi o alívio com o resultado. Do mesmo modo citou sensação de dever cumprido de tudo que estão trabalhando, citou que entende  as críticas. No entanto, mesmo doendo um pouco não pode baixar a cabeça.

“Eu estou tentando passar confiança para melhorar o astral deles, que a gente só vai sair dessa situação com união. Nada resiste ao trabalho. A resiliência vai continuar. Estamos passando por um momento sem conseguir dar sequência à equipe. A gente tenta não focar no problema e pensar na solução”.

Em suma com o resultado, a Ponte chegou aos 16 pontos e deixou a zona de rebaixamento, pulando para a 16ª colocação. Ou seja, o próximo desafio está marcado para o próximo sábado (14), às 16h30, contra o Confiança novamente no Majestoso, em mais um duelo direto contra a degola – os sergipanos têm 13 pontos.

Kleina,  destacou outros pontos na entrevista:

Do mesmo modo falou sobre o presente de aniversário do time:

“Sabemos da responsabilidade que é treinar esse time. Quantos jogadores e técnicos de alto nível já passaram por aqui. Hoje, internamente, eu não falei isso para os atletas, mas eu tinha essa responsabilidade de dar a vitória para o torcedor. A gente sabe bem da história dessa instituição. É dormir feliz agora, mas amanhã já acordar e focar para ter o confronto com o Confiança”.

Ainda mais que falou também sobre a importância de Moisés que foi decisivo nos dois gols primeiro gol. Bem como destacou que é o trabalho, sem desistir, com toda essa pressão e continuar passando confiança para os atletas e fazer jogo como esse.

Por outro lado sobre a situação física de Niltinho que está vindo de Covid reforça que o futebolista sofreu com os sintomas e foi feita tomografia no garoto. Em suma, lembra que o atleta tinha dificuldade de correr em volta do campo.

Em conclusão, Kleina falou sobre os jogadores lesionados e que todo grupo e departamento está tentando respeitar os indicativos dos atletas.

É infelicidade de perder jogadores importantes, mas felicidade de ganhar jogadores importantes. O Cleylton voltou, o Thiago entrou muito seguro. É um garoto que treina muito forte, escuta bastante, tenta tirar informações. É mais um jogador que a Ponte está lançando, que vai ser valorizado. Vamos ver como serão os exames para sábado, mas a confiança no Thiago vai continuar sem sombra de dúvidas, assim como no Cleylton. Espero que, se aconteceu lesão, não seja uma lesão tão grave.

 

Foto destaque: PontePress/ Álvaro Jr

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs