Jorge Luis Burruchaga: Herói da final de 1986

Nesta semana, a Coluna 3. Por outro lado, teve passagem pelo time do Olympique de Marseille.

INDEPENDIENTE

Nascido na cidade de Gualegay em 9 de outubro, de 1962, o meio campista começou sua carreira de futebol no modesto Arsenal de Sarandí. Chegou a passar pelo River Plate, mas o time Milo dispensou o jogador aos 13 anos. Posteriormente, foi contratado pelo Rojo que havia ganho seis taças até os anos 80 que é recorde até hoje na Libertadores. Todavia, na temporada de 1983  foi “mágica”, conseguiu ser campeão da Argentina no clássico contra o Racing. Depois disso, foi papel fundamental no sétimo título do Rey de Copas na Libertadores de 1984.

https://twitter.com/Libertadores/status/1287583490263912449

Assim sendo, na final contra o Grêmio no Olímpico fazendo o gol que ajudaria o Independiente a voltar a sua glória e se coroar a equipe como o “papão da américa“. Além disso, reservou ainda o Mundial de Interclubes de 1984, realizado em Tóquio, vencendo o Liverpool na final por 1 a 0. Em suma, disputou 12 partidas e 6 tentos na sua primeira passagem.

JORGE NO FUTEBOL FRANCÊS

Depois disso, chegou para o Nantes e ficou 8 temporadas na equipe francesa, com 149 jogos e 28 gols. Alcançou o vice-campeonato da Ligue 1 1985-86. Na qual ficaram apenas três pontos do PSG. Atuou no Olympique de Marseille e na temporada de 1993 para o Valenciennes com a marca de 32 jogos e 10 gols.

SELEÇÃO ARGENTINA

Certamente, com o destaque principalmente no time do Independiente, sendo revelação do heptacampeonato, no Rey de Copas, o seu talento e garra rendeu a convocação na equipe da argentina e fez dupla com o Maradona em que obtiveram o sucesso. Na Copa do Mundo de 1986, no México, mesmo desacreditada os hermanos passou pelo Uruguai, Inglaterra, Bélgica até chegar contra a forte Alemanha Ocidental. Após abrir 2 a 0 contra os alemães, a partida acabou sendo dramática na qual empataram a partida. Porém, depois de três minutos do empate, Maradona achou o Burruchaga que venceu o goleiro Schumacher e sendo herói do segundo título da Argentina, na Copa.

E quatro anos depois, Jorge Luis Burruchaga, foi novamente convocado para a Copa do Mundo de 1990, na qual a Argentina ficou no vice-campeonato pela Alemanha Unificada. Em conclusão, foram 59 jogos e 13 gols pela albiceleste. Por fim, em Copas atuou em 14 partidas e 3 tentos

“Veja que estão mortos, Burru. Vamos movimentar a bola que os derrotaremos antes da prorrogação” disse Diego Maradona.

https://twitter.com/FourFourTwo/status/1012621700045983744

Então, voltou para o Independiente em 1995, venceu a Recopa Sul-Americana contra o Vélez Sarsfield. Portanto, na temporada de 1999 se aposentou dos gramados. Prosseguiu na carreira como técnico e treinou Defensa y Justiça, Los Andes, Arsenal-ARG. Por fim, Estudiantes, Independiente, Banfield, Libertad, Atlético de Rafaela. Em suma, é atualmente diretor esportivo do Rojo.

Foto destaque: Reprodução/ Getty Images

Juan Camilo
Meu nome é Juan Pablo, estudo Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi (UAM). O jornalismo é um privilégio de estar nessa área incrível. Amo futebol, basquete, jogos antigos. Meu objetivo é conseguir ser um dos melhores jornalistas e ser correspondente esportivo.
https://linktr.ee/juanpablocamilo

Artigos Relacionados