Confusão marcou o dérbi de 2002. (Foto destaque: Reprodução EPTV)

Antes de mais nada quem já está com o coração acelerado para o Dérbi na próxima sexta-feira (17)? A saber pensando nisso vamos trazer o especial pré-Dérbi. De tal maneira que você pontepretano vai relembrar partidas marcantes da Ponte Preta contra o Guarani.

A saber a equipe já inicia os trabalhos na manhã desta segunda-feira (13). Bem como o auxiliar técnico Fabiano Xhá, comandou o time na rodada passada, por conta da suspensão do treinador Gilson Kleina, avalia o desempenho diante do adversário mineiro e projeta a preparação para o derbi 201.

“Perdemos fora, mas acho que fizemos um jogo muito bom. Tivemos controle de jogo, marcamos bem, eficientes na marcação, criamos várias jogadas e infelizmente a bola não entrou” , destaca Fabiano

Similarmente o auxiliar prossegue sobre o clássico e atletas que estão em recuperação física.

“Dérbi é um campeonato à parte. Claro que a gente já veio para cá pensando também no clássico. Resolvemos deixá-los recuperando bem. Niltinho já está mais adiantado, em transição. O Rodrigão também melhorou da virose e os dois devem estar à disposição. Temos uma semana para preparar e escolher quem colocar em campo, independente se serão eles ou não. A força do nosso elenco está muito boa. Às vezes até estreando jogadores e tendo uma boa resposta. Temos de valorizar o elenco todo”, conclui.

Especial semana do Dérbi

Assim como sabe-se que o jogo acontece no fim da semana e na segunda-feira 5 dias para o clássico já começam os preparativos, apostas, previsões, números para o jogo. Ocasionalmente todo torcedor e grandes ídolos tem o dérbi marcante. Hoje trazemos o depoimento de Negro John, da torcida Jovem da Ponte. Conquanto você se lembra do dérbi em 2002?

Foi um dérbi atípico uma segunda-feira 8 da noite pós-eleição foi quando o Lula venceu a eleição teve o Dérbi tão esperado na época e fazia 15 anos que a gente não ganhava deles no estádio deles e fazia quase 18 pelo Campeonato Brasileiro.

Juntamente com isso o torcedor cotou sobre a confusão que houve por conta segundo John que eles colocaram o som voltado para a torcida da Ponte tocando o hino sem parar. Do mesmo modo comentou que tinha 18 anos e a Ponte virou para 4 x 2, momento emocionante para Negro John.

Em suma, relembre:

 

(Foto destaque: Reprodução EPTV)

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

Deixe um comentário