Ponte Preta sofre derrota contra o Cruzeiro. (Foto destaque: Bruno Haddad)

De antemão nesta manhã Cruzeiro x Ponte Preta se enfrentaram na Arena do Jacaré em Sete Lagoas. A saber o time já se encontrou em casa, mas ainda não se encontrou fora e sofre mais uma derrota. Por outro lado o time jogou bem e não merecia a derrota. Assim também Moisés tinha que marcar o dele. Bem como o que esse atleta fez, meus amigos.

Juntamente com isso após um primeiro tempo em que as duas partes na primeira, domínio do Cruzeiro. Ofensivo, o time levou perigo em dois chutes de Claudinho. Da mesma forma após a hidratação, a Ponte cresceu no jogo. Por outro lado explorou as jogadas pela esquerda do ataque, principalmente, o time levou perigo. As principais chances foram com Moisés, que deu muito trabalho à defesa cruzeirense.

Por outro lado o segundo tempo a Ponte estava melhor, mas foi o Cruzeiro que abriu o placar. Eventualmente com jogadores que saíram do banco. Marco Antônio fez jogada pelo lado direito do ataque e bola sobrou para Bruno José, que mandou no ângulo de Ivan.

Em desvantagem no placar, a Macaca saiu em busca do empate, pressionou e chegou a acertar o travessão duas vezes. Ainda mais que um dos lances ocorreu nos acréscimos com Camilo de falta que quase empatou. Em suma contou com defesa incrível de Fábio.

De maneira que todas essas bolas a trave não foram suficientes e o time foi derrotado por 1×0

Ponte Preta

Por fim o time estaciona nos 25 pontos e agora o foco é o dérbi 201 na próxima sexta-feira (17), em casa. Consequentemente esse clássico tem uma longa história. Nesse sentido quanto a superioridade ambos os times venceram 67 vezes além de 65 empates. Assim como o resultado do primeiro jogo é desconhecido. Enquanto o Bugre marcou 266 gols, a Macaca marcou 267.

 

 

(Foto destaque: Bruno Haddad)

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs