Primeiramente, na última terça-feira (30), o CFO, Luis Davantel, da WTorre deu entrevista ao Esporte por Esporte. Assim, contou alguns detalhes e novidades do projeto da construtora com o Santos pela nova Arena do Peixe. Assim, afirmou que tudo está bem encaminhado, com cerca de 70% confirmado.

PROJETO PARA A CIDADE DE SANTOS

Antes de mais nada, sabe-se que o projeto da nova Arena será um grande marco para o Santos e a cidade de Santos. Dessa forma, Luis Davantel contou um pouco da emoção de toda a equipe da WTorre estar trabalhando no estádio, descrito por ele como um lugar “mágico” e também contou sobre o projeto que vai ajudar muito a cidade de Santos:

“Gostamos demais do projeto, entendemos a importância. Vamos pegar um lugar mágico, com um marco para o futebol mundial, que é a Vila. E o único lugar em que nasceu um Pelé, nunca mais vai existir outro igual. Assim, a gente pode fazer parte dessa história. Fazer essa história entrar em um mundo moderno para que traga um conforto para o torcedor e profissionais”, disse Luis.

Além disso, entendem o potencial do local:

“Agregado à cidade que gostamos muito e entendemos que tem um potencial de entretenimento, a cidade de Santos vai se tornar um player fantástico. Dessa forma, temos todo o comprometimento de fazer o projeto acontecer. A prefeitura, por sua vez, colocou a mesma coisa, dizendo que esse não é um projeto para o Santos Futebol Clube e sim para a cidade e a população. Obviamente vestido nos uniformes do clube, mas com um prol muito maior para a cidade”, disse Luis.

Assim, já contam com diversos objetivos para o novo local:

“É tudo muito importante para cidade, pois queremos receber shows e eventos diferentes do esporte. Vamos ter um local para a população poder frequentar todos os dias da semana, independente de ter um jogo ou um show. Então todo um Boulevard vai ser criado dentro do próprio estádio, dentro do próprio conflito que será fantástico. Então a nova Vila Belmiro vai ser um presente para o Santos e para a cidade de Santos.

ESTRUTURA DA NOVA VILA BELMIRO

Com a nova arena, grandes mudanças terão que acontecer. Assim, o CFO da WTorre contou um pouco das mudanças que devem ocorrer no longo do projeto, prazo de término, tempo que vai demorar para o Santos assumir por conta própria o estádio e que a Vila Belmiro terá que ser 100% demolida:

“Primeiro tem que pôr tudo para baixo. Infelizmente não dá para aproveitar nada. A própria dinâmica, como expliquei para vocês, no estádio vai estar suspenso. Ele vai começar no terceiro ou quarto nível das edificações. A gente vai ter um primeiro, segundo e terceiro andar com um pouco de dinâmica importante de estacionamentos. Assim, uma arena de esportes tem que ter um conforto das pessoas que quiserem e que gostarem. Podemos chegar com seus próprios veículos e se acomodar. Tem uma super entrada seguro sobre o elevador e para o seu camarote para sua cadeira. Então junto com esses estacionamento vai ter uma outra dinâmica bem bacana, com bastante serviço com bastante experiência para poder fazer um esquenta totalmente diferente para torcida negócio algumas surpresas vão aparecer aí no decorrer do projeto e eu tenho certeza que a turma toda vai adorar”, afirmou Luis.

Questionado sobre o prazo de conclusão do projeto, Luis respondeu:

“O prazo de construção é obviamente uma vez que a gente consegue otimizar o projeto e conseguimos cravar melhor. Mas deve ser um projeto demora entre 24 e 30 meses”, disse.

Além disso, comentou sobre o tempo em que a WTorre vai cuidar de todo o estádio:

“Ainda está fechando esta questão, mas é algo em torno de 25 a 35 anos, pela magnitude do investimento e o tamanho do projeto. Lembrando que durante este período não só as despesas todas do estádio serão mantidas pela WTorre, mas o Santos vai participar de receitas que serão aferidas neste período”, concluiu.

FIM DOS CAMAROTES?

Decerto, Luis Davantel contou que nos próximos meses devem ser divulgadas novas informações sobre o projeto. Assim, afirmou que as novidades irão agradar muito o torcedor santista. Além disso, respondeu em relação ao gramado que seria usado pela construtora na Nova Arena e sobre os camarotes:

“Será usado grama sintética, porque também é uma tendência do ponto de vista esportivo. Em relação ao desempenho esportivo dá uma segurança. Vários estudos comprovam que ajuda na redução de contusões. Assim, o mesmo que está no Allianz Parque. Vamos endereçar os camarotes e vamos ver com o Santos quantos vão ficar. Com o aumento de público, os camarotes que tem hoje são bem inferiores aos que vão ter no futuro”.

CFO DA WTORRE CONTOU COMO ESTÁ A ATUAL SITUAÇÃO DO PROJETO

Antes de mais nada, Luis Davantel contou sobre a atual situação do projeto após a troca da diretoria e do comitê de gestão do Santos. Assim, comentou que tem um pequeno atraso nas novas negociações:

“Eu diria que o projeto está um pouquinho atrasado, mas o motivo do atraso é 100% pandemia. Nada mais que isso. Uma reunião via vídeo não é boa para se trabalhar um projeto. Infelizmente com a atual situação da pandemia está tudo mais complexo. Por isso fica mais difícil a nossa locomoção para a Baixada, como dificulta os integrantes do Santos virem para São Paulo. Por isso, o trabalho está sendo feito um pouco mais lento do que a gente gostaria”, concluiu Luis.

Em suma, o CFO da WTorre afirmou que, quanto às negociações forem concretizadas, já existe um prazo deve ser concluído em menos de três anos:

“No melhor cenário as obras podem começar no fim deste ano ou começo de 2022. Temos que ter um pouco de paciência e calma. Será um projeto a longo prazo para ganharmos tempo”, conclui.

Assim, mais notícias do Santos:

Foto Destaque: Divulgação/Santos

Avatar
Alef Sousa
Sempre fui apaixonado por esportes, especialmente futebol. E vi através do jornalismo uma oportunidade de estar trabalhando com a minha Paixão. Estou no 3º Semestre da faculdade de Jornalismo. Meu grande Objetivo é torna-me repórter de campo e cobrir grandes competições. Sou um cara, extrovertido, animado, comunicativo e cheio de vontade de aprender.

Deixe uma resposta