Nesta quarta-feira (17), pela 1ª fase da Copa do Brasil, o Vila Nova visitou o Atlético-BA. No Estádio Carneirão, em Alagoinhas, no interior da Bahia, o time goiano precisava somente de um empate para se classificar para a próxima fase. Contudo, depois de um bom 2º tempo, o Tigre fez três gols e, com isso, venceu por 3 x 0. Dessa maneira, o técnico colorado, Wagner Lopes, exaltou o desempenho de sua equipe e comentou sobre o esquema tático.

“Mudamos do 4-2-3-1 para o 4-1-4-1. Assim, mesmo com a mudança do sistema de jogo, os jogadores não perderam a vontade e a organização. Ainda com o campo irregular, tivemos muita dinâmica de jogo, principalmente nos contra-ataques. Os jogadores estão de parabéns e estão ligados no que a gente pede, para tentar consertar, organizar. Se não está indo na técnica, está indo na força, na vontade, e isso é o mais importante”, frisou o comandante do Tigre.

DESEMPENHO NO 2º TEMPO

Depois de um 1º tempo sem emoções e sem tentos, o Tigre voltou do intervalo atento e, assim, conseguiu o triunfo. Em síntese, Saimon, Pedro Júnior e Markson fizeram os gols na última etapa. Atuação semelhante à do jogo contra o Iporá, pelo Campeonato Goiano, no último domingo (14).

Na ocasião, em suma, o Vila Nova levou a melhor: 5 x 0. Contudo, construiu o resultado praticamente todo no 2º tempo. Dessa forma, marcou apenas uma vez no período inicial e, posteriormente, balançou as redes quatro vezes depois do intervalo, decretando a goleada.

“No intervalo [do jogo contra o Atlético], a gente buscou organização defensiva para encaixar a marcação. Estávamos com dificuldade de circulação de bola e de tirar da pressão. O time deles, com três volantes, fazia uma pressão muito rápida e praticamente dobrava a marcação no homem da bola. Quando a gente saía dessa pressão inicial, tinha espaço para jogar. Assim, foi o que a gente tentou passar: encaixar a marcação, organizar mais o time e, dessa forma, criarmos oportunidades. Foi o que passamos para eles para o 2º tempo. Mas o mérito é todo dos jogadores por terem essa percepção, lutarem, por ser um time aguerrido. Além disso, souberam sofrer. Só tenho que agradecer e parabenizar os jogadores”, finalizou Wagner Lopes.

Próximo jogo do Vila Nova

Com a paralisação dos jogos no Estado de Goiás, é esperado que o próximo compromisso do Colorado seja mesmo pela Copa do Brasil. Assim, pela 2ª fase do torneio, o clube enfrenta o Juventude, do Rio Grande do Sul, com data ainda a ser definida pela CBF. Entretanto, sabe-se que o time goiano tem o mando de campo.

Foto destaque: Divulgação/Vila Nova FC

Danyela Freitas
Danyela Freitas
Sou goianiense, graduada em Letras pela Universidade Federal de Goiás (UFG), pós-graduada em Jornalismo Esportivo pela Estácio-SP e tenho três grandes paixões: a escrita, a leitura e o esporte (não necessariamente nessa ordem).