vasco

Em suma, o Vasco mira no futebol sul-americano para reforçar sua equipe para a temporada de 2022. Decerto, com quatro contratações confirmadas até agora, uma delas vem do dos países vizinhos. O zagueiro Luis Cangá, defendia o Delfín, do Equador, seu país natal.

Entretanto, outros nomes “gringos” são especulados dentro do Gigante e alguns deles, com confirmação de negócio em andamento. Decerto, o primeiro dele é de Jorge Recalde. O atacante paraguaio de 29 anos tem proposta em mãos do Vasco e se animou com a ideia de jogar no Brasil. Por outro lado, seu clube, o Olímpia-PAR, não quer perder o jogador e dificulta sua saída.

O time paraguaio tem uma dívida de cerca de US$1 milhão com o atacante e isto pode facilitar a liberação. O empresário do atleta é o mesmo que já negociou alguns atletas com o Vasco, como Martín Silva e o meia Galarza, que permanece no elenco. As conversas continuam e um desfecho positivo para o Cruzmaltino pode acontecer.

Novo alvo do Vasco vem do futebol chileno

Portanto, outro nome que apareceu no radar vascaíno nas últimas horas, é o do atacante Eduard Bello. O venezuelano de 26 anos, defende o Antofagasta-CHI e tem seu contrato se encerrando no final de 2022. Decerto, a partir do meio do ano, ele poderia assinar novo vínculo sem gerar lucros ao time. Por isso, esta seria a última janela para uma possível venda. Entretanto, o Vasco tem concorrência do rico futebol mexicano. O Mazatlan já demonstrou interesse no jogo do venezuelano, que marcou 31 gols em 100 partidas com a camisa do Antofagasta.

Todas as negociações tem o dedo do novo gerente de futebol do time carioca, Carlos Brazil. Decerto, o dirigente tem grande entrada e conhecimento dos campeonatos sul-americanos e já trouxe ao Vasco, por exemplo, o paraguaio Matias Galarza. É na gestão de Brazil que o jovem chega para a base e logo desponta para fazer parte da equipe profissional.

Foto destaque: Reprodução/Venezuela

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!