vasco

Em suma, o ex zagueiro do Vasco, Breno, colocou o clube na justiça por indenização por conta das lesões que sofreu. Decerto, o advogado do time carioca, Marcelo Ideses, contestou os pedidos do jogador, alegando que o zagueiro já havia tido problemas com lesões antes mesmo de jogar no Vasco.

Portanto, Breno pede cerca de R$13 milhões. Uma perícia feita, alegou que jogar no clube, agravou os procedimentos já feitos em seu joelho:

“A ação judicial é totalmente descabida. O acidente de trabalho para o Direito é um fato imprevisível. É algo que não é esperado. Exemplo: um trabalhador caminha na fábrica e, de repente, cai um objeto na sua cabeça. É um acidente que causa lesão. Esse é um acidente de trabalho típico. Não era esperado sofrer uma pancada na cabeça quando a atividade desse funcionário do exemplo era apertar parafuso.

As lesões de jogador de futebol, ao meu ver, tirando situações de entrada violenta, que se até pode achar inesperadas, não são assim. No caso do Breno, ele mesmo confirma que a lesão que ele sofreu foi sozinho. Ele deu um salto para cabecear a bola e, ao tocar no chão, sentiu dor no joelho. O desgaste do corpo dele era esperado. É algo que vai acontecer com qualquer atleta. São raros os casos de atletas que chagam ao final da carreira com o corpo em condições perfeitas, sem sequelas”.

https://www.youtube.com/watch?v=m-IadLVbXP8

Advogado de Breno não se posicionou contra defesa do Vasco

Decerto, o advogado de defesa do zagueiro, Filipe Reno, não quis se posicionar sobre o argumento do profissional defensor do clube:

“Eu não vou afirmar que agravou. As lesões pelas quais ele passou… isso está mais do que demostrado que tem a ver com a prática de futebol na carreira. O fato é que ele não tem a confirmação de que foi vitima de acidente de trabalho”.

Ainda não há sentença para o caso, mas o Vasco já prometeu recorrer, se caso perder.

Foto destaque: Reprodução/Vasco

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!