Sem vencer com Hélio dos Anjos, Ponte Preta completa 10 jogos de jejum

Acima de tudo, após a derrota por 2 x 0 para o Operário, no último sábado (16), a Ponte Preta ampliou a seca Hélio dos Anjos no comando da equipe. Bem como, ainda sem vencer com o treinador, a Macaca chegou a 10 jogos consecutivos de jejum na temporada, com sete derrotas e três empates, entre Campeonato Paulista, Copa do Brasil e Série B do Brasileiro.

Vale lembrar, a última vitória alvinegra foi em 9 de fevereiro, quando fez 2 x 1 de virada na Ferroviária, em Araraquara. Em outras palavras, ainda era comandada por Gilson Kleina no banco de reservas.

Assim também, depois, a Ponte perdeu para São Paulo, Botafogo-SP e Guarani em sequência pelo estadual, decretando a demissão de Kleina. Do mesmo modo, o time também foi eliminado da Copa do Brasil com o revés por 1 x 0 para o Cascavel, antes da chegada de Hélio dos Anjos.

Sem vencer com Hélio dos Anjos, Ponte Preta completa 10 jogos de jejum

Ocasionalmente, o retrospecto recente deixa a Macaca a um jogo de igualar a marca do ano passado, quando ficou 11 partidas sem vencer entre o fim do Paulistão. Assim, o time foi superar o CSA, por 2 x 1 no Majestoso, na oitava rodada da Série B. Por exemplo, ao que acontece agora com Hélio dos Anjos, o então técnico Gilson Kleina também estava no sétimo compromisso ainda em busca da primeira vitória no comando alvinegro.

Logo, com o atual comandante, são três derrotas e três empates:

Mirassol 1 x 1 Ponte Preta (Paulista)
Ponte Preta 0 x 1 Água Santa (Paulista)
Corinthians 5 x 0 Ponte Preta (Paulista)
Ponte Preta 2 x 2 Ituano (Paulista)
Ponte Preta 0 x 0 Grêmio (Série B)
Operário-PR 2 x 0 Ponte Preta (Série B)

Da mesma forma, Hélio tem a chance de repetir o antecessor no sábado (23), diante do CRB, a partir das 16h no Majestoso. Com um ponto em seis possíveis, a Macaca fechou a segunda rodada na zona de rebaixamento da Série B.

Foto destaque: Divulgação/Diego Almeida/ PontePress

Ainah Carvalho
Jornalista, apresentadora e apaixonada por futebol! Desde pequena eu sabia que tinha nascido para atuar em algo ligado ao esporte e cada vez mais tenho certeza que quero isso pra mim.