Remo se inspira no título de 2005 para ter sucesso no quadrangular de acesso no Brasileirão Série C 2020

No último sábado (5), o Remo encerrou a sua participação no Grupo A do Brasileirão Série C 2020, ao empatar em 0 x 0 com o Paysandu. Dessa forma, o Leão Azul conseguiu se classificar pela primeira vez desde o acesso em 2015. Assim, na ocasião, terminou na vice-liderança.

REMO CONHECEU SEUS ADVERSÁRIOS NA SEGUNDA FASE

Após muita expectativa sobre quais seriam seus adversários na segunda fase, o Remo conheceu no sábado (5), seus três oponentes na busca pela Série B. Assim, após um jogo com pouquíssimas emoções no clássico contra os Bicolores. Dessa forma, aconteceu apenas uma finalização para cada lado, e o placar terminou sem gols.

Os Azulinos vão em busca do acesso ao lado do maior rival, o Paysandu, além de Londrina e Ypiranga, que se classificaram no Grupo B do Brasileirão Série C 2020. Dessa maneira, nesse sentido, a equipe comandada pelo técnico Paulo Bonamigo estreia na segunda fase no próximo sábado (12), às 17h (horário de Brasília), no Estádio do Café, contra o Tubarão.

https://twitter.com/clubedoremo/status/1335916769966510089?s=21

INSPIRAÇÃO EM 2005 PARA CONQUISTAR O ACESSO

No ano de 2005, o Leão Azul conquistou seu único título brasileiro, quando disputou pela primeira vez a Série C. Sendo assim, os Azulinos fizeram uma campanha marcante pela grande média de público em seus jogos, a maior do país naquela temporada. Dessa maneira, contou com mais de 30 mil torcedores por partida.

Em um formato diferente, onde a terceira divisão tinha 64 times, o Leão Azul passou por um quadrangular inicial com São Raimundo-RR, São José-AP e Abaeté-PA, onde terminou na liderança com 14 pontos. Logo após eliminou em mata mata as equipes do Tocantinópolis-TO, Abaeté-PA e Nacional-AM. Esse último com direito a recorde de público no Mangueirão, onde mais de 45 mil pessoas acompanharam.

Por fim, os Azulinos chegaram no quadrangular de acesso e enfrentaram Ipatinga, América-RN e Novo Hamburgo na partida final, onde os Remistas precisavam vencer. Assim, foram três vitórias, duas derrotas e um empate. Com isso, terminou com 10 pontos e sagrou-se no final o grande campeão do Brasileirão Série C 2005.

Foto destaque: Reprodução/Mário Quadros/Diário do Pará

Smith Ryaj
Paraense, amante de açaí, de bem com a vida, futuro jornalista e apaixonado por futebol.

Artigos Relacionados