Proposta da Ponte é somar pontos. (Foto destaque: Álvaro Jr./PontePress)

Ante de tudo na partida desta terça-feira (5) entre Avaí x Ponte Preta, às 19h (horário de Brasília), a Macaca tem uma proposta: somar pontos. Vale lembrar que 16 pontos separam as equipes, assim como 13 posições. Tal como os donos da casa estão na cola do líder em 2º lugar com 49 pontos e os visitantes estão próximos a degola em 15º com 33 pontos.

Da mesma forma trazer a Campinas pelo menos o empate terá alguns empecilhos para a Macaca: adversário é o vice-líder do campeonato, jogo é fora de casa, aproximação com a zona de rebaixamento já que está a três do Londrina que abre o z-4 e tentar “esquecer” a perseguição da arbitragem com o time por conta das polêmicas nos últimos jogos. Do mesmo modo a Ponte vai vencer tudo isso para somar pontos no jogo desta noite?

Juntamente com isso a Ponte Preta chega na 29ª rodada da Série B com 27 gols marcados. Em contrapartida tomou 30 tentos. Imediatamente nas últimas cinco rodadas somou 8 pontos com duas vitórias, dois empates e uma derrota.

Simultaneamente vale lembrar do histórico entre os times traz 15 encontros que resultaram em 5 empates, 5 cinco vitórias para cada lado.

Assim também outro obstáculo que pode ser quebrado é a volta de Ivan, o líder e guardião e do comandante Gilson Kleina.

Proposta da Ponte

Eventualmente o treinador, sabe que não terá Rayan à disposição para o desafio em Florianópolis já que o zagueiro cumpre suspensão pelo acúmulo de advertências. Assim também Cleylton está de fora, substituído no começo do primeiro tempo frente o Vila Nova com dor muscular na coxa. Em suma Gustavo Cipriano e Douglas Mendes brigam por uma vaga ao lado de Fábio Sanches no sistema defensivo.

Em conclusão já fez sua aposta? Dá para trazer um ponto ou três?

Vamos aguardar!

 

(Foto destaque: Álvaro Jr./PontePress)

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs