Jogadores da Ponte Preta na reapresentação nesta quarta-feira (13), se reuniram no estacionamento do CT do Jardim Eulina, em Campinas (SP),  durante mais ou menos 30 minutos e decidiram não treinar por conta de atrasos salariais. (Foto destaque: Reprodução/Alexandre de Jesus/ EPTV)

Desde já, a Ponte Preta tem mais um problema nessa fase final da série B. Bem como na reapresentação nesta quarta-feira (13), s jogadores do clube paulista se reuniram no estacionamento do CT do Jardim Eulina, em Campinas (SP) e decidiram não treinar por conta de atrasos salariais. Da mesma forma sem uniforme de treino, os atletas chegaram a entrar no CT, conversaram com os dois e depois foram embora. Assim como o grupo ficou lá cerca de 30 minutos.

Por outro lado, diretoria estaria devendo três meses de direito de imagem, premiações por vitórias ao longo da Série B. Bem como 13.º salário e férias. Além disso, o clube cortou 25% dos direitos de imagem no início da pandemia do novo coronavírus e fez um acordo com o elenco para pagar o valor em 10 vezes. No entanto, até agora, apenas uma parcela foi paga.

Presidente Tiãozinho falou com jogadores

Antecipadamente Sebastião Arcanjo, presidente do clube falou com a imprensa sobre a situação.

De acordo com o comandante considera que os atletas estão buscando a melhor forma de encontrar a solução para um passível trabalhista que a Ponte tem com esses atletas e com seus funcionários

“É bom que se diga também que durante todo. esse ano de 2020 a Ponte pagou rigorosamente em dia e de forma antecipada os salários que estavam na série B, então é a primeira vez em 12 meses que nós estamos em 4 dias de salários atrasados na CLT.

Dessa forma deseja focar na solução do ponto de vista legal o que a Ponte deve aos seus trabalhadores é CLT de dezembro, que venceu no dia 11 de janeiro e décimo terceiro.

“Estamos focando agora na busca de uma solução e o que tem de positivo nisso é respeitando o direito que eles tem é buscar uma solução. Os jogadores fizeram uma proposta para tentar construir um acordo”

Lembrando que no último jogo a equipe empatou com o Cuiabá dentro de casa. Assim como o próximo adversário é o Náutico no domingo (17), dentro de casa.

Em conclusão, a equipe de Campinas contou com tropeços dos rivais e mantém próxima ao G-4. Bem como a Ponte agora precisam se acertar imediatamente em campo (e fora dele) se quiser ter uma chance de brigar pelo acesso.

 

Foto destaque: Reprodução/Alexandre de Jesus/ EPTV

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

Artigos Relacionados