Ponte Preta treinou nesta quinta-feira e contou com a presença de Gigena com Kleina. (Foto destaque: Diego Almeida/ PontePres)

Antes de mais nada após a vitória na última quarta-feira (11) diante do Londrina por 2×1, dentro casa o elenco da Ponte Preta já treinou. Como também Gilson Kleina, técnico alvinegro espera a avaliação dos zagueiros Rayan e Fábio Sanches, que deixaram o campo com problemas musculares ainda no primeiro tempo do jogo de quarta-feira (11).

Segundo departamento médico pontepretano os dois vão passar por exames, com resultados previstos para sexta-feira(13). Assim como os médicos terão um diagnóstico sobre a situação de cada um. No entanto a tendência é que os dois desfalquem do time na partida contra o Confiança. Ou seja, o jogo acontece neste sábado (13), às 16h30, novamente no Majestoso.

Simultaneamente o clube também atualizou a condição do zagueiro Ednei, o volante Lucas Cândido, e do meia Thalles. Do mesmo modo os atletas tratavam de dores musculares no departamento médico, e informou que os três já foram liberados para o processo de recondicionamento físico.

Por outro lado, a atividade desta quinta-feira (11) contou com a presença do argentino Dario Gigena. Bem como ex-atacante que marcou o nome na história do clube com três gols num dérbi, em 2003. Em suma, os titulares realizaram um trabalho leve e os demais atletas participaram de um treino técnico e tático no gramado do CT.

Ponte Preta se preparando

Juntamente com isso Kleina ainda tem a sexta-feira (13) para definir a escalação alvinegra contra o Confiança. Diante dos iminentes desfalques de Rayan e Fábio Sanches, Cleylton e Thiago Lopes, que entraram no decorrer da partida com o Londrina, devem ser as novidades entre os titulares.

Em síntese com o resultado positivo  a Ponte chegou aos 16 pontos e deixou a zona de rebaixamento, pulando para a 16ª colocação. Do mesmo modo  próximo desafio está marcado para sábado (13), às 16h30, novamente no Majestoso, em mais um duelo direto contra a degola.

 

Foto destaque: Diego Almeida/ PontePres

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs