Antes de tudo nesta sexta-feira (8) a Ponte Preta realizou um jogo-treino contra o Atibaia fechando a semana. Do mesmo modo o gol foi marcado pelo atacante Josiel e a Macaca venceu por 1 x 0. Assim, antes do elenco ganhar folga durante o fim de semana.

A saber, sem os titulares em Florianópolis, que realizaram um trabalho regenerativo, Gilson Kleina rodou o restante do elenco para observar opções. Tal como também dar ritmo a jogadores pouco aproveitados. De maneira que foram três tempos de 30 minutos cada.

Ocasionalmente a Macaca começou com Luan, Jean Carlos, Douglas Mendes, Gustavo Cipriano e Marcelo Hermes. Bem como Yago Henrique, Lucas Cândido e Thalles. Por outro lado Niltinho, Iago e Josiel.

Por outro a formação do segundo tempo teve Luan (Guilherme), Jean Carlos (Igor Maduro), Douglas Mendes, Henrique e Marcelo Hermes. Assim como Yago Henrique (Locatelli), Lucas Cândido (Matheus Anjos) e Thalles (Camilo). Em suma Niltinho (Pedrinho), Iago (Bruninho) e Rodrigão.

Nesse ínterim na terceira parte, a Ponte jogou com Guilherme, Igor Maduro, Gustavo Cipriano, Henrique e Jean Carlos, Locatelli, Matheus Anjos e Camilo, Pedrinho, Bruninho (Iago) e Josiel.

Ponte Preta

Nesse ínterim com um raro intervalo na tabela entre os jogos, o elenco alvinegro ganha folga no sábado (9) e domingo (10). De maneira que antes de retomar, na segunda-feira (11) à tarde, a preparação para encarar o Náutico, no sábado, às 16h, no Majestoso.

Ocasionalmente Ponte Preta x Náutico se enfrentaram 24 vezes pelo Brasileirão, Série B e Copa do Brasil. Por outro lado a Macaca venceu 9 vezes, o Timbu venceu 7 e esses encontros ficaram empatados 8 vezes. Afinal, os números são equilibrados e até a data os dois times buscam recuperar atletas que estão no Departamento Médico.

Afinal, com 34 pontos, a Ponte espera o complemento da rodada para saber qual será a distância da zona de rebaixamento.

 

Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

Deixe um comentário