vasco amarilla

Em suma, o Vasco partiu para o mercado Sul-Americano e tem em seu alvo dois novos nomes para comandar o ataque da equipe em 2022. Decerto, o time cruzmaltino poderá ter uma dupla de atacantes paraguaios na Série B: Jorge Recalde e Luis Amarilla.

Portanto, o primeiro caso já é do conhecimento da torcida. O atacante do Olímpia-PAR, tem valores a receber de sua equipe e tenta se desvincular pela justiça. Um dos principais nomes do último campeonato paraguaio, Recalde gostou da proposta que ouviu e quer vir ao Brasil. Seu empresário, Régis Marques, já faz negócios com o Vasco há algum tempo, como o goleiro Martín Silva e o meia Galarza. Este último, inclusive, já com a gestão de Carlos Brazil, atual gerente geral do futebol.

Decerto, o jogador está no Brasil passando férias, o que pode ser algo em tom positivo para o desfecho. O Vasco aguarda e tem otimismo na contratação.

Amarilla na mira e querendo o Vasco

Em suma, o segundo nome surgiu no fim da semana, mas já tem negociações bastante adiantadas. Decerto, Luis Amarilla, paraguaio que defendeu a LDU- EQU na última temporada, é mais um que quer jogar no Gigante da Colina. Entretanto, o atacante pertence ao Vélez -ARG, que vem fazendo jogo duro para liberá-lo.

No primeiro momento, o presidente da equipe afirmou que Amarilla ficaria no time argentino. Porém, pouco tempo depois, surgiu a notícia de que o time pediu valores para que um novo empréstimo fosse feito a LDU. O Vasco se mantém fora de leilão e analisa o negócio de fora. A proposta ao jogador e seu empresário foram consideradas ótimas, a ponto do representante do atleta vir a público e afirmar que Amarilla quer o Vasco:

“Claro que ele quer jogar no Brasil, o país o encanta. Ele gostou do Vasco, a proposta econômica também foi boa” .

Há otimismo do time carioca e nos próximos dias, ambos podem ser confirmados para a temporada de 2022.

Foto destaque: Reprodução/LDU

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!