Niltinho. (Foto destaque: Álvaro Jr./PontePress)

Antecipadamente, a Ponte Preta ganhou um respiro importante na luta para fugir da zona de rebaixamento da Série B. De maneira que, no último domingo (7), em jogo válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, o time venceu o CRB, por 1×0.  Bem como, a partida aconteceu no Moisés Lucarelli, tal como o atacante Niltinho celebrou a conquista dos três pontos diante dos alagoanos.

“O jogo de domingo foi para firmar a grande semana que tivemos, de muito trabalho e dedicação. Sabíamos que íamos enfrentar o CRB que vem embalado e várias rodadas brigando pelo G4. Ia ser um jogo difícil, mas graças a Deus deu tudo certo e saímos com o resultado positivo diante da nossa torcida, que era o mais importante”.

https://youtu.be/6EhHjC89oFo

Ocasionalmente, a vitória fez o time chegar aos 42 pontos e abrir quatro pontos do Z4. Ou seja, faltam apenas quatro rodadas para o término da competição. Da mesma forma, recentemente, o atleta completou 250 jogos na carreira como jogador profissional sendo 28 destes pela Ponte Preta.

Assim como, a marca essa comemorada justamente no momento em que atuou entre os titulares da Macaca nos últimos dois jogos, emendando sequência que vai o consolidando na equipe.

Niltinho

Eventualmente, a Ponte Preta volta a campo na quinta-feira (11) contra o Botafogo, atual líder da Série B. Bem como, o jogo acontece às 19h (de Brasília), novamente no Moisés Lucarelli.

Afinal, o atleta sabe que apesar da força do adversário, jogar diante da torcida pontepretana vai funcionar como um combustível adicional para empurrar a equipe rumo a mais uma vitória:

“O Botafogo vem de um grande momento, acaba de ganhar um clássico e também vai ser difícil. Temos essa consciência, mas temos totais condições de sair com a vitória. Vamos jogar em casa, do lado da nossa torcida, o 12º jogador, e vamos pra cima”.

 

Foto destaque: Álvaro Jr./PontePress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs