Matheus Anjos chegou a Ponte Preta na última terça-feira aguarda resultados de testes e regularização no BID para ficar disponível para Kleina. (Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

A principio Matheus Anjos chegou a Ponte Preta na última terça-feira (7) e aguarda resultados de testes e regularização no BID.

“Estou muito feliz de estar aqui neste clube tão grande e não vejo a hora de estrear, sou aqui de Campinas e sei o peso desta camisa, podem ter certeza que farei o meu melhor por ela”

Assim também o atleta chegou recentemente aguarda a confirmação dos exames que realizou. Da mesma forma também espera a regularização no BID para ficar à disposição do técnico Gilson Kleina. Em contrapartida enquanto isso não ocorre, o atleta já participa dos treinamentos.

(Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

(Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

“Estou muito feliz de estar aqui, neste clube tão grande.  Quando surgiu a possibilidade de vir, não pensei duas vezes. Sou aqui de Campinas, sei o peso desta camisa e podem ter certeza que farei o meu melhor para defendê-la e alcançar objetivos maiores com o time: não vejo a hora de estrear com a camisa da Ponte”.

Conquanto sobre suas características bateu no ponto da boa bola parada e boa visão de jogo. Simultaneamente às vezes prefere dar assistência, mas também fazer gols, tudo em prol da equipe. Juntamente com isso sintetizou que não vai faltar vontade, raça. Por outro lado fez um agradecimento as inúmeras mensagens que recebeu dos torcedores.

Matheus Anjos

Ocasionalmente o atleta acredita que a Macaca pode alcançar voos maiores.

“Olhando de fora, vejo que o elenco é bom e venho para ajudar. Acredito que vou conseguir fazer um bom papel, um bom desempenho para ajudar a Ponte a sair desta situação: já estamos vencendo bem em casa, agora vamos buscar vitórias fora para subir cada vez mais na tabela. Série B é difícil, já passei por momentos difíceis nesta competição em outros times e falo com toda certeza que o time é bom e que vai sair desta”, conclui.

 

(Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

Deixe um comentário