Matheus Alisson durante treino da Ponte (Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

Antecipadamente mais um jovem passou a treinar com o elenco principal da Ponte Preta recentemente. Por outro lado trata-se de Matheus Alisson, atacante de 18 anos. Bem como o futebolista foi contratado para o sub-20 depois de deixar o Atlético-MG, no início de abril.

Assim como chamou a atenção nas primeiras atividades da categoria e ficará um período em observação entre os profissionais. Da mesma forma o técnico Fábio Moreno pretende avaliá-lo melhor antes de definir se o promove em definitivo. Juntamente com isso Matheus atua pelas beiradas e, segundo relatos de dentro do clube, se destaca pela força física para a idade.

Em suma o jogador fez parte do elenco campeão do Galo no Campeonato Brasileiro sub-20 de 2020. Assim também  chegou respaldado pela indicação de Odair Batistella, coordenador geral das categorias de base. Da mesma forma Batistella acompanhou o jogador no Atlético-MG, onde exercia a função de coordenador técnico antes de fechar com a Ponte.

Sob o mesmo ponto de vista o acerto foi feito a partir de contatos com o tio do atleta, Walnei. Ainda mais que criou o garoto desde pequeno. Vale lembrar que o atleta ainda não tem contrato registrado na Federação Paulista de Futebol.

Desde já  o sub-20 passa por processo de reformulação. Além de Matheus Alisson pelo menos mais cinco atletas foram contratados recentemente para a categoria. Do mesmo modo tem novo técnico: Eduardo Ferreira em sua segunda passagem dele pelo clube. Assim também a primeira foi em 2020, como auxiliar de Marcelo Oliveira.

Nesse ínterim sob o comando de Eduardo, o sub-20 da Ponte tem no calendário de preparação amistosos. Bem como as partidas serão contra Cruzeiro e Atlético-MG nos próximos dias, em Belo Horizonte.

Matheus Alisson jogando

 

Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress

Ainah Carvalho
Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

Deixe uma resposta