Marcos Jr., volante acredita em um bom desempenho do time e espera que a conquista da primeira vitória fora de casa aconteça nesta rodada. (Foto destaque: Diego Aleida/ PontePress)

Inicialmente na manhã dessa terça-feira (21) a Ponte Preta treinou e no início da tarde viajou para Ponta Grossa. Assim também o time enfrenta o Operário na próxima quarta-feira (22) no Germano Kruger. De maneira que após o treino o volante Marcos Jr., em entrevista coletiva espera que a conquista da primeira vitória fora de casa aconteça nesta rodada.

“É manter o trabalho forte que estamos fazendo, que a vitória virá com certeza. Precisaremos estar 100% focados, o Operário gosta de jogo bem físico e intenso e temos que dar nosso máximo para sair com resultado”.

Simultaneamente o jogador lembra que é importante não levar para dentro de campo a ansiedade de quebrar o jejum de conquistar a primeira vitória  fora de casa. Da mesma forma reforça que o time está fazendo bons jogos e o segredo é manter o foco que a vitória chegar. Juntamente com isso sobre a própria evolução o atleta enfatizou:

“Nos últimos jogos estou pegando um bom ritmo, começando como titular, mas sempre tem o que evoluir, em todos os aspectos. Vou continuar ouvindo as orientações do professor Kleina, para fazer boas apresentações e conseguirmos bons resultados, para conquistarmos nossas vitórias”, afirma.

Marcos Jr.

Assim como a respeito do posicionamento em que tem jogado, o atleta explica que o técnico Gilson Kleina o questionou onde preferia jogar. Ainda mais que seria como primeiro ou segundo volante. Do mesmo modo o futebolista afirmou que poderia atuar em qualquer uma das duas e a posição escolhida foi segundo volante.

Em suma além do atleta atuar como volante também a está à disposição para atuar onde for melhor para a Ponte, até mesmo na lateral direita, onde já jogou, caso seja necessário.

“Nos dias de hoje, é essencial um atleta poder fazer mais de uma função se adaptar a várias funções. Muito em breve todos os atletas vão precisar fazer isso”, conclui.

 

(Foto destaque: Diego Aleida/ PontePress)

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs