Léo Naldi. (Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

A princípio, Léo Naldi, volante da Ponte Preta prega mobilização total para o duelo contra o CRB, no domingo (7), no Moisés Lucarelli. Além disso, o time vive um drama e está a apenas um ponto da zona de rebaixamento.

Juntamente com isso, para superar a situação delicada, o atleta pede que o time pense jogo a jogo e evite colocar uma pressão extra.

“Nós estamos fazendo nosso melhor e vamos continuar fazendo, treinando firme. É jogo a jogo. Nosso foco é total contra o CRB no domingo e vamos trabalhar forte para buscar a vitória em casa com o apoio da nossa torcida. Nós só dependemos de nós mesmos”.

Da mesma forma, Léo Naldi foi autor do segundo gol alvinegro no empate contra o Goiás por 2 x 2, na última terça-feira (2). Por outro lado, o volante diz que a maneira como o resultado final foi construído em Goiânia não vai interferir na sequência da campanha.

“De forma alguma vai abalar a equipe, tanto que na minha visão nós fizemos um bom jogo lá e esse ponto vai ser muito importante para a sequência do campeonato”.

Léo Naldi

Afinal, com 39 pontos, a Ponte aparece na 15ª colocação. Bem como, a rodada já começa nesta sexta-feira (5), principalmente com o duelo direto entre Londrina, primeiro time da degola, com 38, e Cruzeiro, em 14º, com 40.

Nesse ínterim, os outros dois concorrentes da Ponte também jogam nesta sexta (5). Ainda mais que o Remo, com 41, enfrenta o CSA, postulante ao G-4. Em contrapartida o Vitória, com 33 pontos, tem pela frente o Avaí, também candidato ao acesso. do mesmo modo, ambos jogam fora de casa.

Em convlusão, a Macaca ficará de olho para saber se correrá o risco de entrar no Z-4 dependendo do resultado de domingo.

 

Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs