Kleina avalia o jogo. (Foto destaque: Álvaro Jr/ PontePress)

Antes de tudo, qual torcedor que não está decepcionado com o resultado da partida na última terca-feira (2), em que a Ponte Preta estava com a ‘mão' na vitória e sofreu empate do Goiás aos 43 minutos da etapa final? Bem como, Gilson Kleina, falou em frustração ao avaliar o empate.

De maneira que, o técnico assumiu a responsabilidade pelo resultado final. Vale lembrar que o empate deixa a Ponte a apenas um ponto da zona de rebaixamento.

“Tivemos desgastes, fizemos as trocas. Foram lances pontuais. Não adianta agora começar a achar culpado, apontar determinado departamento. A culpa, entendo, tem que ser de todos nós. A culpa maior é minha. Quero deixar os jogadores tranquilos para a gente tentar reverter a situação no domingo”.

Assim também, sobre a análise do jogo o comandante citou dos dois tempos distintos e lembra que passou muito as trocas realizadas pelo adversário. Do mesmo modo, houve conversa no intervalo sabendo que Alef Mang entraria e a pressão que aconteceria na saída de bola:

“A gente teve um desgaste muito grande pelo lado esquerdo, com o Apodi. O Iago e o Rafael Santos saíram desgastados. Entraram Richard e Marcelo. Eles só poderiam chegar no nosso gol na bola parada, no jogo aéreo. Fizemos um excelente primeiro tempo.

“Não tínhamos colocado as linhas para trás. A gente estava com o contra-ataque, era questão de ajustar. Para mim aconteceram dois fatos importantes. Não conseguimos mais segurar a bola no ataque. A opção do Camilo foi para cima, para tentar tirar o time de trás. E aí tivemos a fatalidade da lesão do Richard. Daí naquele momento era mais para preencher o setor, e aí eles encaixaram o segundo gol”.

Kleina

Tal como, sobre o resultado Kleina enfatizou a frustração, pois o time estava fazendo um grande jogo. Além disso,  citou o adversário que buscava o G-4, mas destacou a postura do time para levar uma vitória.

 “Esse ponto mantém uma posição, por mais que Brusque e Londrina tenham vencido. Agora é mobilizar forte para os dois jogos em casa. Agora é reagir contra o CRB, voltar a ganhar em casa. Poderíamos em três jogos fazer sete pontos, mas fizemos cinco e estamos pontuando. Agora de repente fazer a pontuação de permanência nos jogos em casa. Que a gente possa mobilizar, vai ser um jogo importante na rodada”.

Afinal, esse empate tem um gostinho de derrota por conta do contexto do jogo. Agora, a Macaca chegou aos 39 pontos, ainda na 15ª colocação, com Brusque e Londrina, que abre a degola, na cola – os dois têm 38. Nesse interim, o próximo jogo acontece no  domingo (7), às 20h30, contra o CRB, no Majestoso

 

Foto destaque: Álvaro Jr/ PontePress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs