Hermes durante treino da Ponte Preta. (Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

Desde já com nome no BID, Marcelo Hermes vira mais uma opção na Ponte Preta contra o Vasco. A saber depois do volante Yago Henrique na última quarta-feira. (25), foi a vez do lateral-esquerdo ter o nome publicado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF.

Ao mesmo tempo com a documentação regularizada o atleta foi oficialmente apresentado. Por outro lado mesmo sem atuar desde 19 de maio, quando ainda estava no Marítimo, de Portugal, o futebolista afirmou que reúne condição física para entrar em campo se o técnico Gilson Kleina assim desejar.

“Eu estava trabalhando nesses dias com um personal, faz tempo que eu estava sem jogar, mas de condicionamento físico eu estou bem. É trabalhar no dia a dia. Se o Gilson precisar de mim, estou pronto” disse.

Como também o atleta minimizou a questão salarial. Durante a semana, houve conversa entre jogadores e dirigentes para tratar do assunto. Do mesmo modo a pendência do clube com o elenco é de um mês de CLT (julho) e dois de direito de imagem (junho e julho – o de agosto vence no sábado, dia 28).

“A gente só está pensando no jogo do Vasco, então não estou sabendo de nada disso. A gente estava trabalhando forte para sair com uma grande vitória no Rio de Janeiro”.  

Hermes

De fato com 26 anos o jogador tem na bagagem passagens por Grêmio, onde foi revelado, e Cruzeiro, chega para uma das posições consideradas carentes no elenco alvinegro.

Juntamente com isso Rafael Santos e Jean Carlos são as opções de ofício para o setor, mas nenhum deles se firmou. Bem como Felipe Albuquerque, lateral-direito de origem, é quem tem sido o titular pela esquerda.

Da mesma forma sobre o ccerto com a Ponte o jogador pontuou que é uma honra vestir essa camisa. Assim também lembra que não vê a hora de estar em campo para ajudar o time.

Do mesmo modo sobre suas características o jogador foi claro:

“A questão defensiva minha melhorou bastante desde quando eu comecei no profissional, aprendi muito em Portugal nessa questão, estou melhorando cada vez mais. Mas a bola parada e o cruzamento são meus pontos fortes. Então quero ajudar nisso dando assistências, até provavelmente fazendo finalizações para fazer gol”.

Enfim sobre a situação da Ponte na tabela Hermes finalizou:

A questão da pressão é que todos os clubes que a gente passa tem pressão. Então a gente tem que trabalhar forte no dia a dia para os jogos acontecerem naturalmente e, lógico, a Ponte Preta vai sair dessa situação, já está saindo, então é foco no dia a dia que vai dar tudo certo”.

 

(Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs