Kleina falou após a derrota contra o Náutico. (Foto destaque: ÁlvaroJr/ PontePress)

Primeiramente a Ponte Preta já treinou neste sábado (18) de olho no próximo adversário. De maneira que o time enfrenta o Operário, na quarta-feira (22), às 21h30, no Germano Kruger. Assim como focada em dar uma sequência positiva no Brasileiro os comandados do técnico Gilson Kleina miram a conquista da primeira vitória fora de casa.

“Estamos pensando no Operário e vendo as melhores opções para fazer um jogo forte fora de casa: é ajustar o que pode ser melhorado, arrumar e ver que time podemos trabalhar para o confronto. Infelizmente não vai dar para repetir a equipe de ontem, mas temos que fazer um time equipe forte pra ter não só desempenho, mas conquistarmos o resultado positivo”.

A saber uma mudança certa para o próximo jogo  é o zagueiro Cleylton, que cumprirá suspensão pelo terceiro amarelo. Segundo Kleina esse setor está tendo uma rotatividade e estão convivendo com essas lesões.

Simultaneamente citou da ausência de Ednei no último jogo diante do Guarani por conta de uma lesão durante a semana. Ocasionalmente espera que o Fábio Sanches possa atuar na próxima rodada. No entanto Kleina citou que o time possui boas opções no setor, como o Cipriano e o DG.

Focada

Do mesmo modo em relação a sua análise do empate em 0x0 diante do Guarani, o comandante disse:

“Foi um jogo muito disputado, no qual não iniciamos bem, mas depois equilibramos e ficamos bem, fomos superiores na maior parte do jogo. O time cresceu, pegou confiança, tivemos arremate de fora da área, jogada de bola parada. Acho que para vencermos faltou realmente o detalhe: um melhor posicionamento na bola parada, uma finalização melhor, mas nós procuramos o tempo todo e conseguimos colocar o nosso jogo”, acredta.

Em conclusão pontuou:

“Nossa equipe tentou de tudo para sair com a vitória e temos que dar valor à entrega dos nossos atletas. A gente sabe que enfrentou uma equipe que está trabalhando na parte de cima, mas fomos guerreiros, a equipe cresceu, mais uma vez jogamos um futebol com desempenho de bom para ótimo. É manter isso para que a gente possa conquistar a primeira vitória fora nesta próxima semana.”

 

 

(Foto destaque: ÁlvaroJr/ PontePress)

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs