Desde já Felipe Albuquerque, lateral-direito que também atua no lado esquerdo, é um dos destaques da Ponte Preta na temporada. Tal como o time está se recuperando e subindo na tabela da Série B. De maneira que na última partida, Felipe Albuquerque marcou seu primeiro gol como profissional em bela cobrança de falta, que foi responsável pela vitória por 3 x 2 contra o Sampaio Corrêa, dentro de casa.

Ainda mais que o jogador de 21 anos fez questão de agradecer as oportunidades que tem recebido na Macaca. Do mesmo modo são 26 partidas até o momento, titular em 24 delas. Além disso, não conseguiu descrever a sensação de balançar as redes pela primeira vez e quer continuar ajudando a equipe até o fim da Série B.

“Primeiramente, agradeço a Deus e também a Ponte Preta, toda comissão técnica, pelas oportunidades de estar atuando bastante. É uma sensação inexplicável poder marcar meu primeiro gol como profissional, e consequentemente com a camisa da Ponte. Espero que seja o primeiro de muitos e que eu possa contribuir bastante com a equipe até o final da temporada”.

Eventualmente com 25 pontos, a Ponte ocupa a 14ª colocação. Juntamente com isso no próximo sábado (11), viaja a Sete Lagoas, Minas Gerais para enfrentar  o Cruzeiro, que tem 26 pontos.

Felipe Albuquerque

Em suma o futebolista afirma que o elenco precisa aproveitar a semana livre para pontuar na Arena do Jacaré. Da mesma forma enfatiza que a vitória dentro de casa foi importante, mesmo ainda estamos longe do objetivo, que é, primeiramente, fazer os 45 pontos. Similarmente na sequência sonhar com algo maior dentro da competição.

“A Ponte Preta é muito grande para estar nessa situação atual. Temos que aproveitar a semana livre, fazer um bom trabalho para chegarmos ainda mais fortalecido para enfrentar o Cruzeiro e buscar pontuar fora de casa, que é muito importante”

 

 

(Foto destaque: Álvaro Jr./PontePress)

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

Deixe um comentário