Fábio Moreno estava fora do dia a dia da Ponte há quase dois meses (Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

Antes de mais nada Fábio Moreno coordenador técnico de volta a Ponte Preta após quase dois meses longe do dia a dia do clube. Assim como o dia foi agitado na última sexta-feira (3).

De maneira que em meio à disputa política em ano eleitoral, ao silêncio dos jogadores devido a pendências salariais e à saída de Odair Batistela do cargo da base. Assim também o coordenador retomou o trabalho no clube. Juntamente com isso técnico do time no início da temporada, Moreno voltou a ser coordenador técnico depois do Paulistão. Da mesma forma estava há quase dois meses longe do dia a dia do clube, numa espécie de “férias”, à espera de uma decisão da diretoria sobre o seu futuro.

Eventualmente será responsável direto por realizar a integração entre as categorias de base e o futebol profissional da Ponte. Bem como o principal objetivo é criar um padrão para a promoção e para o aproveitamento das revelações no elenco principal. Além de também lançar nomes que venham a dar retorno técnico e financeiro ao clube.

Simultaneamente durante a gestão de Moreno como técnico, jovens como João Veras, Léo Naldi. Por outro lado Jean Carlos e Pedrinho ganharam espaço.

Fábio Moreno

Nesse ínterim no período em que ficou fora da Ponte, o coordenador aproveitou para tirar a licença Pro da CBF. Por outro lado também para visitar times considerados modelos na integração entre base e profissional. Vale destacar o Fluminense e o Flamengo, onde trabalhou na função de auxiliar de Abel Braga.

Em suma Moreno foi comunicado do retorno na última quinta-feira (2) pelo presidente Sebastião Arcanjo. Do mesmo na sexta-feira (3) teve o primeiro contato com a realidade da base alvinegra. Primordialmente o coordenador visitou o Recanto da Macaca, em Jaguariúna.

Em contrapartida a Ponte Preta enfrentou o Sampaio Corrêa na última sexta-feira (3) em jogo eletrizante e saiu vitoriosa no placar de 3×2. Por fim o time chega aos 25 pontos. Assim como volta a campo no sábado (11), para enfrentar o Cruzeiro, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)

 

(Foto destaque: Diego Almeida/ PontePress)

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs